A estranha Copa que o Brasil ganhou, mas não ficou feliz

A estranha Copa que o Brasil ganhou, mas não ficou feliz

Advertência: Esse blog não faz pregação de VERDADES ABSOLUTAS. O que você vai ler aqui é a reprodução de um ESTADO DE ESPÍRITO, num determinado tempo e lugar.

Sexta-feira, 17 de julho: há 15 anos, neste dia, o Brasil venceu a Itália, nos pênaltis, na final da Copa de 94. É um título especialmente importante por encerrar um período de 24 anos (ou cinco copas seguidas) sem conquistas.

Acompanhei a Copa direto dos Estados Unidos, enviado pela “Folha de S.Paulo”. Participei da equipe que, como carrapato, seguiu a seleção brasileira por 45 dias – basicamente na Califórnia. Foi uma experiência profissional fantástica, mas ao mesmo tempo muito dura.

A insistência do técnico Carlos Alberto Parreira num esquema muito cauteloso e pouco criativo gerou críticas pesadas, do início ao fim da Copa. Em resposta, a seleção, de uma maneira geral, tratou com pouca simpatia, quando não com aberta hostilidade, a imprensa brasileira.

Até hoje, 15 anos depois, essa vitória é considerada uma conquista “menor”, por conta do desempenho esquemático, eventualmente tedioso, da seleção de Parreira. O troféu levantado pelo capitão Dunga não suporta a comparação com as outras quatro copas vencidas e chega a ser questionado até mesmo diante da derrota em 1982. Para piorar, a final contra a Itália, debaixo do sol de meio-dia, no estádio Rose Bowl, em Pasadena, terminou 0 a 0 depois de 120 minutos e foi decidida nos pênaltis – fato inédito e inusitado  em uma final de Copa do Mundo.

Acabooou! É teeeeetra!!! – Lembranças agridoces da Copa de 94

Resolvi reler a edição de 18 de julho de 1994 da “Folha”. O “day after” da Copa. É um trabalho do qual eu me orgulho muito de ter feito parte e que deixou para a história um registro forte, até um pouco amargo, do que foi essa conquista. Todos os trechos a seguir, com a exceção de um, foram publicados no dia seguinte à conquista do tetra.

Johan Cruyff (colunista da “Folha” na Copa de 94): “A partida (final) foi ruim e não vale a desculpa de que dificilmente em uma final se pode ver bom futebol. O que acontece é que o Brasil jogou demasiadamente preocupado com seu rival e em nenhum momento conseguiu impor seu domínio de bola”

Telê Santana (colunista): “Taticamente, a seleção brasileira encerrou sua participação na Copa devendo alguma coisa. Jogou da mesma maneira, do primeiro ao último dos 600 minutos disputados”.

Alberto Helena Jr (enviado especial aos EUA): “O Brasil é o primeiro tetracampeão do mundo da história, mesmo que o futebol que o conduziu ao título seja o anti-Brasil”. Sobre a entrada de Viola no segundo tempo da prorrogação, Helena observou: “Em 15 minutos, Viola jogou mais, agrediu mais, criou mais do que Zinho ao longo de todo o campeonato”.

José Simão (enviado especial): “Essa é a filosofia do Parreira: quem quer bola na rede que vá assistir basquete. Rarará. Muda de esporte”.

Marcelo Fromer e Nando Reis (colunistas): “Ninguém nos convence de que foi este esquema medroso que garantiu nosso sucesso nesta Copa.”

Romário, ao receber a medalha de campeão, disse que o título ia “calar a boca” dos críticos. Dirigiu-se aos fotógrafos – que pediam que ele se virasse para facilitar a foto da premiação – com as seguintes palavras: “Vocês todos foram contra. Se quiserem fotografar agora vão ter que ir lá na puta que o pariu”.

Dunga: “Agora é fácil me elogiar. Mas na hora difícil a equipe teve que se unir para suportar as críticas”. Ao receber o troféu, ao lado de Al Gore, vice-presidente dos Estados Unidos, gritou “porra”, virou-se para os fotógrafos e disse: “Traíras!” Também disse naquele dia: “Foi uma vitória de homens!”

Este repórter escreveu: “O técnico Carlos Alberto Parreira foi vaiado pelo público ao ter seu nome anunciado pelos microfones do estádio antes do jogo. Essa cena se repetiu nas sete partidas que o Brasil disputou na Copa”.

Carlos Alberto Parreira: “O que as pessoas não entendem no Brasil é que a fantasia, a magia, o sonho e o show acabaram no futebol. Agora, o importante é ser competente” (a frase foi dita numa entrevista no meio da Copa e relembrada na edição de 18 de julho)

Zagallo (na véspera do jogo): “Fui burro em 70, sou burro em 94. Mas não reclamo”. Indagado sobre a possibilidade de ser o único tetra-campeão do mundo, um dia antes da final, disse a Mario Magalhães: “Vão ter que me engolir!”

E você, leitor, qual é a sua lembrança desta Copa?

No iG Esporte: Por andam os heróis do tetra?

Crédito da foto: Getty Images

179 Replies to “A estranha Copa que o Brasil ganhou, mas não ficou feliz”

  1. Mauricio, junte-se a isso a enorme arrogância dessa seleção, onde o episódio da alfândega foi a melhor demonstração dessa qualidade. O jogo contra a Holanda é lembrado como uma epopéia, mas lembro que a Holanda nessa copa foi ridícula. E a Itália, no jogo final, teve Baresi e Baggio baleados fisicamente. E acrescento: para os paulistas, essa seleção era muito carioca, ficou muito distante. Nem vieram a SP quando ganharam. E tem essa frieza como recompensa.

  2. Minha lembrança dessa copa é a de um futebol gostoso e competitivo – coisa que não existe mais hoje. Não era um futebol cheio de estrelismo ridículo e desnecessário (exceto talvez pelo Romário), sem fenômenos, sem milagres, uma partida mais desafiante que a outra, onde nada era garantido – e na minha opinião, é aí que está a magia. Eu digo que essa foi a copa mais vitoriosa que eu já vi, pois lutaram contra tudo e contra todos – e, no final, venceram.

  3. foi triste nao deu para comemorar, mas o parreira estava certo acabou o espetaculo, so` na europa, em alguns clubes
    valter

  4. Se o Brasil ganha a imprensa reclama se perde reclama do mesmo jeito, a copa anterior era uma festa e deu no que deu. Como dizem brasileiro nunca esta satisfeito, melhor jogar feio e ganhar do que ser a seleção do quase como foram as do Telê Santana.

  5. Muita gente morreu do coracao naquela copa, porem romario e bebeto deram conta do recado sem esquecer do taffarel que tambem nos salvou!

  6. prefiro jogar feio e ser campeao de que jogar bonitinho e ser perdedor a grande imprensa paulista e que torcia contra a seleçao ate hoje com tedas as vitorias continuam criticando o dunga eita povo bairrista

  7. PARA DE FALAR BESTEIRA, ESSA COPA DE 94 FOI EXCELENTE. E O CUIDADO QUE O BRASIL TEVE NA FINAL FOI CONTRA A ITALIA(APENAS ATUAL TETRACAMPEA), E TEVE DECISAO POR PENALTIS, MUITO EMOCIONANTE.

  8. Pegando os resultados de todos os jogos, principalmente nas primeira e segunda fases, a seleção canarinho levou a melhor nas estatísticas; mas não era uma seleção que agradasse os nossos olhos. Aliás, foi a copa onde todos os times esqueceram de como jogar bom futebol, não houve nenhum destaque, virando uma loteria e, nessa loteria, o Brasil ganhou nos pênaltis.

  9. A imprensa paulista é patética. Sempre foi. Falo isso como paulista. Não têm talento nem pra cagar, aí ficam falando merda de tudo. Se eu quiser ver coisa bonita, eu vou ver mjulher pelada. Dane-se, no futebol o que importa é GANHAR. Jornalista (na grande maioria, paulista) é que não fica feliz, por pura inveja. Seus merdas.

  10. Olha, pessoal sabe comer sem SAL? este foi o gosto da conquista CANARINHO de 1994, pois, TIME foi o de 1982, mesmo perdendo pra mesma Itália, em uma semi-final, que posteriomente veio a sagra-se campeã, mas o que vale é o titulo , que engulamos o senhor ZAGALO SEM SAL………..rsrsrsrs

  11. Valeu pelo fato dos 24 anos de espera, nem as semi finais disputavamos. mas hoje manipulação da mídia como em 70, o sacana do Galvão Bueno a todo instante dizendo é Real, numa clara propaganda ao Governo e ao seu nefasto candidato FHC, que ficaria 8 anos no poder levando o Brasil a banca rota, infelizmente a era Lula deve de ser adiada.

  12. Desde ai em diante, acabou o futebol arte da nossa Seleção
    e essa nos todos estamos engolindo até hoje!!!!!!!!!

  13. Jogando bem ou não, valeu pelo título. Em 1982, o Brasil jogava um futebol de encher os olhos e o que adiantou? perdemos a Copa/82. A Itália chegou a segunda fase empatando os três primeiros jogos e ninguém dizia que a Itália seria a Campeã. Paolo Rossi, com três gols acabou com a nossa alegria.

  14. Olha…
    Em meio as criticas que ocorreram na epóca, dizer que não houve emoção é esquecer o sentimento que moveu o povo (principalmente na final)…
    Na cidade onde moro, as ruas estavam toooodas enfeitadas(tendo inclusive campeonato para saber qual era amais bonita), os jogos eram assistidos juntos com amigos, fazendo sempre um grande “bolão”…. Se jogaram mal????? Que joguem da mesma forma então em outras copas, que eu fico feliz! hehehe

  15. Essa seleção brasileira, e principalmente o Parreira, mudaram mais uma vez o futebol. Depois dessa copa o futebol ficou mais dependente de força física e tática do que da genialidade. A seleção era um time forte táticamente, que levava pouco sustos durante os jogos e dominavam todos os adversarios. A Itália teve altos e baixos e cometia erros básico. As outras seleções eram totalmente despreparada. Fora o jogo contra a Holanda e a final contra a Itália, todos os outros jogos foram tranquilos, com o Brasil dominando o meio de campo e Romario pertubando no ataque. As outras seleções eram horríveis. Podem falar mal desta seleção, mas ela foi a mais constante e que menos errou e por isso mereceu o título daquela Copa.

  16. Oh Luiz, a copa foi ganha pelo Bebeto, que armava e Romario chutava no gol.
    mas lembro muito bem que o jogo foi horrivel, sofrivel que nem tive coragem de ver penaltys, quando terminou sabia que o Brasil foi campeão porque um amigo tinha me dito.

  17. Essa copa de 94 foi SENSACIONAL !!!
    Melhor gol da copa foi do Branco naquela cobrança de falta q tirou uma fina do Romário !!!

  18. Se aquela festa toda não foi de felicidade foi de quê ? A seleção tinha umas 2 ou 3 peças que poderiam ser alteradas , mas o fato é que não foi uma geração muito bem provida de valores , na verdade o Parreira sacou isso e preferiu se acovardar, se você não tem talentos como haviam em 1982, então porque armar uma equipe para tentar dar show , se ela não conseguirá fazer isso ? Foi muito bom , estávamos há 24 anos na seca, perdemos títulos com times bons , também é muito gostoso ser campeão na cagada , com time fraco jogando mal , é até melhor às vezes , porque nem você torcedor está esperando por isso.

  19. ADORO FUTEBOL, E ACHO QUE FUTEBOL NEM SEMPRE GANHA O MELHOR, MAS O MAIS COMPETENTE, FOI O QUE ACONTECEU EM 94, POREM, NÃO FOI FUTEBOL O QUE VI NAQUELA COPA, FOI UM BANDO DE ROBOS OBEDECENDO UM ESQUEMA HORRIVEL DE UM TREINADOR MAIS HORRIVEL AINDA, MEU DEUS, O ZINHO ENCERADEIRA-(SÓ GIRAVA COM A BOLA), DEIXAR O MAZINHO E O VIOLA NO BANCO, E AINDA TINHAMOS O MENINO FENOMENO, GANHAMOS, MAS NÃO JOGANDO FUTEBOL, FORAM JOGOS DE BOLA, E O CHARLES ALBERT AI DE CIMA ACHO QUE NUNCA JOGOU FUTEBOL NA VIDA PARA TER GOSTADO DAQUILO QUE ELE ACHOU UMA MARAVILHA, UMA PENA….

  20. bonito mesmo é levantar o caneco!
    feio foi perder a copa de 2006 com um quadrado mágico, que jogava bonito, mas… ficamos ajeitando as meias… deu no que deu…
    mauricio, você gosta de criar polêmica (algumas sem fundamento), ou é apenas impressão minha
    mas eu gosto do modo que escreve, de qualquer maneira

  21. Eu me lembro de ter assistido na casa de um tio com toda familia,,,,

    tinha tanta comida… minha tia fez umas barquetes de maionese… enfiei tudo no bolso e fui comer escondido…

    só me lembro que tinha mta gente bebada… futebol mesmo… nem vi… aliás não perdi nada… aquela copa, até a seleção de 90 do Lazarone ganhava….

    NO PELO

  22. Não vi mérito algumj ganhar da Itália nos pênaltis. A Itália toda baleada, com jogadores machucados e fora de forma. Sem contar que aquela vitória sobre a Holanda teve uma ajudinha do juiz, numa falta inexistente cobrada pelo Branco

  23. “Seleção que agradasse aos olhos”, “futebol-arte”, “não tinha magia”… Tem gente que gosta de ilusão né? Afinal de contas Magia = Ilusão. Quem gosta de perder? Com tática e sem genialidade? Comofas/ Afinal, Tática = Genialidade. Do que adianta driblar 3 e não fazer o gol? Maldita cultura brasileira de “Aparencia é mais importante que resultado.” É, futebol virou coisa de pedreiro mesmo…

  24. Esta vitória foi de gana, superação, em 82 a seleção éra maravilhosa e se achavam imbativeis perderam para a própria Italia, então esta seleção de 94 sabia disso e souberam explorar o respeito que os adversarios tinham com a nossa camisa naquela época, pois hoje acabou virou motivo de chacota, por que eles se acham super star, nequela época o galvão bueno gostava de tirar jogador da seleção assim como fez com edilsom quando deu aquela embaixadinha, por que não era estrela, por que eles não metem o pau em cima do adriano que falta em treino é baladeiro fez churrasco com os caras depois da copa do mundo de 06 por que estes caras saõ internacional sao estrelas por isto que o galvao bueno entre outros ficam babando ovo em cima desses caras, tem por jogador com vontade de ganhar não importa como, que adianta ter estrela e não saber brilhar!!!

  25. VOCE E OUTROS POBRE DE ESPIRITO ESPORTIVO QUEN NAO FICARAM FELIZ COM A CONQUISTA DE OUTRA COPA DO MUNDO !!!!!

  26. De fato o futebol apresentado pela seleção de 94 foi abaixo do nível que o Brasil merece. Mas dizer que a copa foi sem graça, ou que não foi comemorada a conquista, que o Brasil não ficou feliz??? Em que mundo você, jornalista, vive? Talvez por ter estado nos EUA em meio aos americanos que NEM GOSTAM de futebol esqueceu-se de analisar tudo que aconteceu AQUI no Brasil.

    A conquista foi sim muito comemorada, e aqueles caras em campo, mesmo em meio a muitas limitações (próprias e de esquema) ganharam como HOMENS. Lutaram até o fim. Romário jogou demais, como sempre. Taffarel mesmo não sabendo sair em cruzamento salvou o país nos pênaltis.

    Viva a conquista de 94!

  27. SO UNS POBRES DE ESPIRITO ESPORTIVO COMO VOCE, NAO FICARAM FELIZES COM OUTRA CONQUISTA DE UMA COPA DO MUNDO !!!!

  28. ESSA É PARA O CELSO LUIZ QUE ACHA QUE NO FUTEBOL O IMPORTANTE É SÓ GANHAR. NÃO É NÃO, PORQUE SENÃO NÃO HAVERIA DERROTADOS, QUAL VALOR TEM O VICE CAMPEÃO E A EQUIPE QUE É REBAIXADA, NENHUM? ORAS, QUEM É QUE PERDE PARA ALGUÉM GANHAR? TUDO NO FUTEBOL É IMPORTANTE, OU NÃO, DEPENDE QUAIS OS VALORES QUE CULTIVAMOS EM NOSSA VIDA, NÉ GERSON CANHOTINHA….

  29. Me lembro de ter ouvido de um participante de um programa esportivo, desses do tipo “mesa redonda”, que o Brasil não era tetracampeão, pois o título não fora sequenciado (?????). Mas éramos tricampeões???
    Isso dá uma idéia do humor da imprensa em relação àquela seleção…
    Continuo achando-os grandes campeões… um grupo histórico que suou às turras pra nos devolver um sabor que há muito não sentíamos (no meu caso, nunca, pois nasci em 1974).

  30. como você tem a capcidade de colocar um titulo desses?
    tenho trinta e um anos e com certeza posso dizer que foi uma das maiores alegrias que tive na minha vida
    naquele dia fui muito feliz e não trocaria esse titulo por nenhum jogo BONITO
    abs

  31. Não concordo… várias seleções excelentes como Holanda e outras, não tiveram esse gostinho de ser campeãs, pela extrema dificuldade, não é correto menosprezar um título mundial..caro jornalista, eu quero que meu time, mesmo jogando mal, fature o título de campeão sulamericano, só que nos falta. TÍTULO É TÍTULO, se não ganhou é porque não teve competência, diferente da sua análise….

  32. Lembrança especial por ter sido meu primeiro contato “consciente” com uma Copa do Mundo, evento que mobiliza todo o mundo. Recordo-me de acompanhar por semanas a decoração das ruas, a reunião de amigos, vizinhos e familiares em torno da TV para assistir e torcer pelo Brasil – afinal, o futebol é uma instância social. De fato, aquele time de Parreira, perto dos outros que tivemos (e que temos?), era bastante limitado. Porém, a dupla Bebeto-Romário continua sendo uma das mais apaixonantes da memória do futebol mundial. Guardo um VHS que traz fragmentos dos principais jogos de 94, o qual assisti por anos sem cansar.

  33. Engraçado é o Telê Santana criticar depois do título, sendo que o mesmo é o maior fracassado com a seleção perdendo as duas copas que diziam que o Brasil tinha o melhor time…

  34. Detalhe Sr jornalista:
    17 de julho de 1994, DOMINGO!!!!!
    Prestem atenção, falar essas coisas da seleção de 94, daria de 10 nessa seleção horrorosa de hoje, pior que a atual, só mesmo a de 98! Fala sério!
    Com relação à data, pesquisem mais sobre o que vão dizer!
    Viva a Seleção de Romário, Bebeto e C&a!!!!!

  35. Não tinha a menor ideia que se tratava de um time tedioso, esquemático…

    Tinha 7 de idade na época e até hoje foi a melhor Copa a que assisti!

  36. A melhor lembrança que eu tenho dessa copa refere-se ao jogo em que ganhamos da Holanda, só. Fora isso, o fato de ter ganho a final, valeu apenas para as estatisticas, pois realmente foi a mais sem graça de todas que já ganhamos. E o pior de tudo é ter de suportar o mantra que tivemos de engolir, e é repetido pelos muitos céticos e pragmaticos que obviamente são amantes do futebol contagiante de Dunga, Parreira e Cia. Ltda., de que o que vale é o resultado. Fazer o que, paciência. Devemos respeitar, e perdoa-los pois eles não sabem o que dizem.
    De qualquer forma, eu como apaixonado por futebol e não só por resultados, continuo acreditando que sempre valerá a pena tentar ganhar o jogo jogando bonito. Como nos mostrou o Mestre Telê Santana, que nunca se curvou a resultados, o quanto é saboroso ganhar jogando bem. E ele ganhou muito. Que não me venham dizer os céticos e pragmaticos amantes de resultados que era um perdedor, pois eu tenho certeza que o Parreira, grande icone do futebol quadrado e sem graça, não tem a metade dos titulos do Mestre. Valeu.

  37. De fato, a seleção de 94 era péssima! A copa de 94 foi horrível! Porém, ganhamos. Sorte nossa? Azar das outras seleções? Sei lá, só sei que eu não gostei do que vi e, apesar de alcançarmos o caneco, sinceramente, tenho mais saudades da Copa de 82!
    Hoje estou casado, sou pai de 2 fanáticos por futebol e, quando vou lhes falar de alguma seleção brasileira de outrora, falo das duas melhores seleções que vi: a de 70 (incomparável!) e a de 82 (encantadora!).
    Aliás, é bom lembrar que a derrota da seleção de 82 foi lamentada pelo mundo inteiro, e foi recebida no Brasil com aplausos da torcida que a aguardava no aeroporto. E o técnico Telê foi chamado, de novo, para dirigir a de 1986.
    Isso diz tudo!

  38. Os jornalistas não todos * paulistas que tenham vergonha na cara para falar em futebol pois ter como a BAND um comentarista como o perna de pau como Neto não precisa falar mais nada.

  39. O que vale mais??? Ser campaões jogando feio ou ser eliminado jogando bonito???

    O que vale mais??? Ver outras seleções daqui pra frente serem campeães jogando um futebol ridiculo ou ver o brasil ser eliminado jogando um futebol bonito assim como foi em 82 e 86???

  40. Os jornalistas não todos * paulistas que tenham vergonha na cara para falar em futebol pois ter como comentarista como o perna de pau como Neto não precisa falar mais nada.

  41. Cada um fala o que quer. A seleção de 1994 foi vitoriosa, talvez não genial mas vitoriosa. E como disse alguém em um comentário lá em baixo, jogando contra tudo e contra todos (inclusive a imprensa). Fomos campeões por mérito daqueles jogadores, por mérito do técnico, que para mim não éra o melhor técnico naquela época, mas foi o técnico que nos deu o título. O que você autor do post quer mais? Se quer magia vá assistir a um filme sobre futebol, na vida real, futebol é BOLA NA REDE, dos outros!

  42. O melhor jogo da Copa de 94 aconteceu na Âlfandega do aeroporto, no Brasil. Aí sim vimos o patriotismo à flor da pele…a choperia de uns…mercadorias de outros…

  43. No caminho contrário do colunista considero a copa de 2002 conquistada no Japão/Coréia como de menor relevância, veja bem : em 94 os adversários do Brasil como Russia, Suécia, Holanda e a própria Itália foram bem mais difíceis dos que as de 2002 ( Turquia , Belgica e as decadentes Inglaterra e Alemanha, e olha que o jogo mais dificil foi o da Turquia!!! ), portanto em 1994 tivemos jogos mais difíceis e muito mais emocionantes, jáem 2002 só “empurramos bebâdo na ladeira” !!!

  44. Para história, fica o tetra mundial. Vale como qualquer outro, no mesmo peso e mesma medida. O futebol não foi bonito, mas não houve injustiça com nenhuma outra seleção da época. Então é nosso!

  45. Gostei muito mais da Copa em que o Brasil sob o direção do Telê Santana não ganhou. Pelo menos mostrou para todos o que era o bom futebol. Tubo bem, perdemos parar a Itália na semi-final, mas jogando sem medo. Naquele dia, a Itália teve mais sorte. Garanto que todos se lembram daquela seleção, ao passo que a que disputou a dos Estados Unidos, poucos se lembram.

  46. Brasileiro é um povo muito insatisfeito. A Copa passada foi um vexame e tivemos que ver coisas rídiculas como o Roberto Carlos deitado à beira do gramado em um jogo em andamento. Era o clima de oba-oba, já ganhamos. A Copa de 94, na minha opinião foi sensacional.

  47. O futebol de hoje é feito de dinheiro, a seleção de Tele Santana de 82 perdeu mais convenceu, agora essa de 94 ficou com gosto de derrota.

  48. Poxa…… Se ganhar uma Copa do Mundo , a imprenssa Paulista e Carioca ficam tristes, ja penssou se nao ganharem nenhuma????????? A mesma Italia que perdeu em 94, foi o pais que ganhou em 82, e lembram que aquela deles era ruim de chorar ( no sentido comparativo a nossa), Vao ser contra o Dunga assim , la nos outros paises.

  49. O mérito da conquista da copa de 94, não foi do técnico Parreira, que particularmente eu acho uma porcaria de técnico, prá mim ele jamais deveria ao menos ser chamado de técnico, quanto mais de campeão do mundo, isso é uma aberração. Mas voltando a conquista, o mérito todo se dá aos joagadores daquela seleção que se desdobraram para vencer as adversidades geradas pelo seu comandante “Parreira”, pois ele próprio jogava naquela época contra. O fato é que o Brasil venceu a batalha, mas não convenceu ninguém, pois não havia nenhum esquema de jogo. Por isso eu digo: O mérito total da conquista dá-se aos JOGADORES, e não ao burro do PARREIRA. Ele conseguiu ultimamente rebaixar o fluminense neste campeonato brasileiro, fato que muitos achavam impossível de acontecer, pois pegou um time vice-campeão da libertadores e fez do mesmo o antipenultimo colocado na competição. A culpa disso se dá também aos dirigentes que fizeram a burrice de trocar o Renê Simões de extrema competência por este BURRO TEIMOSO. iSSO E QUE EU CHADO DE UMA BURRICE EM CIMA DA OUTRA!!!!! kekekekekekekekekeke

  50. O que mais me chamou a atenção nesse texto foi o sentimento de mágoa com os jornalistas.

    Tb me deixou claro como o jornalismo é fisiológico. Todos ficaram ofendidinhos com os jogadores.

  51. Dizer que “o importante é ganhar o título”, é atropelar o princípio básico do esporte que diz que “o importante é competir.”
    Se competir com elegância, classe, brio e arte, melhor ainda.
    Isso, sim, deveria nos encher de orgulho!
    Mas, “terras Brasilis, povis brasilianis…”

  52. Meu comentário não tem moderação, é isso que eu penso e é isso que eu quero que seja divulgado, se este blog se recusa a divulga-lo, eu não irei mais me relacionar no mesmo, então, paciência.!

  53. Daqui a cem anos A Folha (“Falha”) de São Paulo já estará falida, o Alberto Helena Jr, o Maurício Stycer, o José Serra e eu estaremos no limbo do mais completo esquecimento. Mas Parreira, Zagalo, Dunga e Romário estarão nos almanaques, museus e livros. Seus rostos estarão estampados na história do futebol e do esporte mundial, porque não dizer, na história do mundo. É… tem que engolir…

  54. ESSES CARAS BAIRRISTAS NÃO ESTÃO COM NADA, JOGAMOS MAU AQUELA COPA NÃO FOI POR QUE BOA PARTE ERA DE CARIOCAS, MAS POR QUE PARREIRA FICOU COM MEDO DE JOGAR NA OFENSIVA E PERDER,.
    PRA MIM BAIRRISMO É MESMO QUE RACISMO, QUEM DEFENDE ISSO É UMA AMEBA.

  55. Quem não ficou Feliz? Só vocês jornalistas e os críticos que se acham no direito de falar o que quer e sempre mal. Torcem para dar errado para dizerem que tinham razão. Tá na hora de mudar essa mentalidade medíocre e passar a dar valor ao que nós conquistamos, seja o que for. Vai ver vocês preferem um futebol “bonitinho” igual ao da última copa. Já se passaram 15 anos da conquista do tetra e vocês continuam malhando o parreira e os jogadores. Vão arrumar o que fazer…

  56. Ahhhhh…vão a puta que lhes pariu!!!
    Qualquer país do mundo ficaria contente em ganhar uma copa do mundo. Em 94 nós ganhávamos a nossa QUARTA COPA! QUARTA!
    E vcs ficam desmerecendo a conquista. Jogo ganho de 5X0 ou nos pênaltis vale a mesma coisa. Mas isso é mania de brasileieiro.
    Quem critica deve ser um bando de frustrado que só sabe ficar criticando tudo em volta, sentado em cima da própria arrogância, frustração e mediocridade.
    Parem de reclamar à toa, vão tratar de melhorar a vidinha amarga de vcs!!!!

  57. Gostaria de fazer uma pequena retrospectiva. 1982 – futebol maravilhoso sim, mas tínhamos um goleiro frangueiro ( Valdir Peres) e um centro-avante tosco (Serginho Chulapa), e mais, não conhecíamos o adversário pois o 20 – Paolo Rossi – arrebentava na Itália na época… o futebol mudou depois disso para o RESULTADO e não espetáculo. 1986 – copa do MARADONA, um gênio, que desequilibrou sozinho e o brasil com uma seleção de jogadores machucados, Zico, Falcão, e sem dois jogadores fundamentais cortados de última hora, Leandro e Renato Gaúcho que estavam no auge na época – Mais uma vez perdemos. – 1990 – Uma seleção forte porém desunida e uma geração perdida – talvez a pior copa tecnicamente falando de todos os tempos… 1994 – Nos classificamos NO ÚLTIMO JOGO, GRAÇAS AO DIA ILUMINADO DO ROMÁRIO, que o infeliz do parreira não queria convocar de jeito nenhum, um futebol burocrático, com dois volantes (dunga e mazinho), uma final horrível e patética contra um time de jogadores machucados e veteranos, enfim, vencemos… fica uma reflexão, agora com o DUNGA TREINADOR… o que queremos afinal???? vencer ou mostrar que somos os melhores na ARTE DO FUTEBOL. Eu particularmente, morro de saudades do time de 1982, mesmo com problemas, era de encher os olho e emocionar qualquer um ver zico, sócrates, falcão, júnio, leandro, éder, cerezo, enfim… prefiro a arte, mesmo com a derrota, do que uma vitória tão sem graça e sem brilho como a de 1994…

  58. O legal é que a seleção do futebol-arte na ocasião (a Colombia) foi eliminada na primeira fase pelos EUA. O mesmo que dificultou o jogo contra o Brasil e que foi vencido graças a uma jogada genial (não queriam arte?) e uma finalização perfeita (não queriam técnica?). O curioso é que o único time que não teve medo do Brasil proporcionou o melhor jogo de todos. Brasil X Holanda foi um jogaço e nossa seleção só fez gol bonito. E o engraçado é que a própria imprensa tinha medo da Holanda (por 74), da Itália (por 82), dos penaltis (por 86) e mais ainda de ficar mais 4 anos na fila. A seleção de Parreira enfrentou todos esses medos e foi campeã. Aí as desculpas para todas as outras derrotas viraram o que são: desculpas.

  59. Eu estava passando férias na casa de minha tia, então com 17 anos, e fiquei eufórico com o apito final.

    A felicidade foi enorme, na cidade toda, nas cidades vizinhas, acho que no estado e no país inteiro.

    Uma seleção que trouxe tanta alegria, após sucessivas frustrações da geração pós-Tri de 70, não pode ser rebaixada a “Título menor”. A não ser pelos perfeccionistas, para quem nunca uma escalação será bem-feita.

    Críticas à parte, eu prefiro mil vezes gritar “é campeão” jogando feio do que se contentar com ter jogado “bonito” (como em 82) e não trazer o título.

    Isso porque sou São Paulino e fã de Telê Santana, mas 24 anos sem título é demais!

    Para colunistas ou saudosistas, saibam que o futebol mudou, sim, como mudou o mundo. É inevitável.

    Ele ainda dá show, com menos frequência do que todos gostariam, mas temos que jogar com o que temos na ocasião, e se sobrou garra e obediência tática, como em 94 então é isso que vamos usar. Pra ganhar.

    Que o diga a itália na copa de 2006. Se lhe dão limões, faça uma limonada. Ainda que com pouco açúcar, mata a sede!!

    Daremos show quando for possível, dependendo dos jogadores disponíveis. Mas ser competitivo é muito bonito, também. . Futebol é arte, mas não só.como todo grande esporte. Envolve muito trabalho em equipe, aplicação tática, superação.

    Assistir a final dos 100m rasos em uma olimpíada, sob o ponto de vista de MUITOS jornalistas que criticaram a seleção de 94, é a coisa mais chata do mundo.

    Não há arte em correr a toda velocidade em linha reta e chegar antes dos outros naquela linha pintada no chão, um pouco mais à frente. Quem se esbaforir mais, chega. Ponto final.

    Mas ali está a essência do esporte: todos os dias de preparação, as horas de musculação, os minutos de ansiedade e concentração, a fim de buscar centésimos de segundo que garantam o lugar mais alto no pódio.

    Futebol pode ser arte, mas é, essencialmente, um esporte. O maior do mundo, que permite injustiças históricas, pois nem sempre o melhor vence. Talvez por isso seja tão amado, o ser humano sempre louvou o “imponderável”.

    Mas ainda não há, no futebol, como nos outros esportes, alegria maior do que ser campeão. O gol é o grande momento, mas se a vitória não o acompanha, o gol perde importância.

    Que venha a vitória, após empate, prorrogação, apóspênaltis, sofrimento. Mas que venha a vitória. A alegria suprema. O nome escrito na história. Se vier com arte, tanto melhor. MUITO melhor. Mas senão, que venha mesmo assim!

    Claro que, como São Paulino, achei mais bonitos os títulos mundiais do SPFC em 91 e 92, com o timaço de Telê, do que o de Autuori em 2005, esforçado e aplicado, principalmente na defesa. Mas por causa deste último somos os únicos tri-mundiais entre os clubes brasileiros, portanto nunca vou rebaixar o último título como sendo “menor”.

    Da mesma forma, como torcedor brasileiro, o título de 94 foi o mais importante: foi o primeiro a que EU assisti, assim como todos os de minha geração.

    Foi uma alegria incomensurável poder gritar “SOU CAMPEÃO”!!

  60. Eu acho que a seleção de 94 apesar de não ter muito estrelismo fora o baixinho e brilho, mas foram objetivo, competente, teve atitu de e gara que é fundamental em copa do mundo, talvez se a sele
    ção de 2006 tivesse este objetivo citado e deixasse o estrelismo e o favoritismo de lado, seria com certeza hexacampeão.

  61. Alguem se lembra de uma propaganda de refrigerante onde se perguntava onde esta o pé de COCA???
    bem a idéia da imprensa é vender informações(como a do refrigerante e atacar os concorrentes),
    erradas, certas, mentirosas, verdadeiras, insultos e por ai vai…na epoca tinha 10 dez anos e lembro que
    estava em familia assistindo e simplesmente foi otimo e aquela festa, a imprensa só faz o papel dela “”vender informações””.

  62. A copa de 94 é um divisor de águas em nosso país . Não podemos esquecer que o que tange a copa são grandes negócios inseridos em contratos de imagem , publicidade , impostos , turismo e futuros contratos milinionários em todos os segmentos ao país campeão . De 94 para cá muita coisa mudou em nosso Brasil , não somente as questões e os valores de cada jogador eu sua negociação , mas a entrada de grandes multinacionais em nosso país . Como podemos observar o futebol move o mundo e o mundo conheceu a cara do Brasil .

  63. O Nível técnico da Copa foi baixo. Os primeiros 4 adversários também foram fracos, o que ajudou a fazer a equipe crescer para um jogo importante, como o da Holanda. Ali e na partida seguinte, contra a Suécia, fizemos nosso melhor jogo. Inclusive – e pouca gente lembra disso – Zinho fez seu melhor jogo.

    Se Cafu e Leonardo fossem laterais e Jorginho fosse para o meio (jogava como meia na Alemanha), teríamos jogado um pouco melhor.

    Parreira é um treinador medíocre; sempre foi. Sua carreira demonstra isso. Mas a Copa é uma competição superestimada; um torneio de 7 jogos e não um campeonato. Num campeonato se prova quem é melhor. Num torneio, o acaso, o foco e o “bom” ou “mau” momento de jogadores importantes ajuda a definir. Tivemos um pouco de tudo isso em 1994.

    Detalhe: em 2002, não foi tão diferente. E tivemos uma puta mão de arbitragem em jogos importantes (Turquia e Bélgica). Sem falar na baba da primeira fase…

  64. Minha lembrança desta copa é: casa do meu irmão, no butantã, churrasco, amigos, e decepção com o futebolzinho apresentado. Viva o Baggio, nosso salvador.

  65. Esse futebol rídiculo de resultado começou na copa de 94 c/o
    “lazarado” e permaneçe até hoje. lembrem-se que o Brasil
    ganhou nos penaltis e ainda perdeu a copa de 98 c/o “gagalo”
    e a de 2006 c/o “Barreira” que tinha jogadores melhores de que
    dessa copa s/sal (como bem colocou o Valdenício) temos o
    melhor futebol do mundo, futebol de resultado fica p/quem não
    sabe jogar ou seja os gringos…

  66. QUAL A GRAÇA DA SELEÇÃO DE 1982, JOGARAM BONITO MAIS NÃO FICARAM NA HISTÓRIA, E OUTRA ESSA SAFRA DE JOGADORES DA ÉPOCA DE ROMÁRIO DUNGA E OUTROS DERAM PARA O BRASIL VÁRIOS TÍTULOS COMO A COPA AMÉRICA DE 1989 QUE O BRASIL NÃO GANHAVA MAIS DE 30 ANOS, A SELEÇÃO 1994 FOI ÓTIMA TIROU UM JEJUM DE 5 COPAS SEM GANHAR AGREDEÇO A ESSES JOGADORES POR ME PROPORCIONAR A VER O BRASIL LEVANTAR A TAÇA DA COPA DO MUNDO

  67. Na boa… O brasileiro realmente tem complexo de VIRA-LATA. Prefere perder e dizer que jogou bonito do que dizer “Sou Campeão com competÊncia, garra e tática”
    Todo mundo fala que o Brasil era o melhor time em 82, mas ninguem lembra que perdemos de um modo infantil (Vantagem do empate) com defesa frágil para a mesma Italia que menosprezaram e esqueceram que era campeã europeia em 81 e tinha jogadores como Gentille, Cabine, Dino Zoff, Autobelle, entre outros.. Então, quem foi Arrogante???? Em 82 todos tinham a certeza que iriamos ser campeões mas no futebol o jogo tem 90 minutos dentro de quatro linha.
    Essa impressa que fala mal do Ronaldo, mas quando ele chega perto se treme em elogios (vide Bem Amigos) Que parece comentar com ódio e frustração… A maioria deles não seria tecnico nem em 5 rodadas… Falar no Ar Condicionado é mole. Quero ver engolir a frustração e ir a beira do campo e tenta ser campeão mundial depos de 24 anos, ou tentar até ser tecnico de um clube B. Abraço a todos !!!

  68. A SELEÇÃO DE 82 ERA INFINITAMENTE MELHOR QUE ESSA E ELES FORAM CAMPEÕES, COISAS DA CAIXINHA DE SURPRESAS.

  69. A Copa de 94 foi de uma mediucridade infinda. A única coisa boa foi que vencemos. Só isso. Quem leu, assistiu, se informou, verá que o futebol brasileiro entrou em campo em 58, 62, 70, 82 (mesmo perdendo) e 2002. É isso aí, Saudações.

  70. Quem gosta de dar espetáculo até certo ponto e voltar para casa com o rabinho entre as pernas que faça bom proveito. Eu quero é jogar feio, bater pênaltis e ser campeão! Este pessoal que escrachou e escracha depois de 15 anos a seleção de 94 devia enxergar também as entrelinhas – Se o Parreira fez daquela
    maneira é porque sabia que podia – Era só fechar o time, chutar pra frente e o nosso ataque resolveria, como resolveu. Dá pra lembrar um pouco as coisas boas, também? Numa dessas sou obrigado a dar o braço a torcer e comentar que, se os argentinos ganhassem desta maneira, dificilmente teriam estas atitudes em relação à sua seleção, principalmente tantos anos depois.

  71. Tinha pouco mais de 4 anos..mas lembro q esse titulo veio em otimo hora e lembro da muq]siquinho do Senna, ja que neste mesmo ano perdemos nosso heroi.
    P.s. Mauricio fiz twiter por sua causa rs
    @flaviadearaujo
    abraços

  72. Mauricio, desta vez vc chutou os grão hein!
    Falar mal da copa de 94?

    Ahhhh tá.. legal foi a de 82 mesmo né… muito melhor perder pra itália pra um jogador só do q ganhar uma copa em cima deles!!

    Vc tem birra daquela seleção, pq os jogadores se voltaram contra vcs de tanto q criticavam eles.

    Eles ganharam a copa pro Brasil.. e vc oq fez?
    Eu sei! Criticou e criticou.. e 15 anos depois… critivou denovo!

    Vc manja mauricião! continue assim, medíocre.

  73. Ao contrário de outras seleções que conquistaram títulos ou não, ex. 78/82, essa selecinha de 94 só pegou galinha morta e teve o maior suador para vencer ou empatar, não convenceu e a competência de Parreira ficou provada em 2006, quando novamente teve vários craques para trabalhar e deu no que deu, se vencesse novamente, seria outra vitória amarga.

  74. A unica diferença que a copa de 94 teve da de 2002, foi o placar da final, o Brasil teve muita sorte na final contra a Alemanha, quando as esperanças da Alemanha se concentravam nas mãos do goleiro alemão Oliver Kahn, justamente ele cometeu quem sabe a maior falha de sua carreira, soltando a bola chutada por Rivaldo e sobrando para Ronaldo marcar com facilidade e na minha opinião o grande responsável pela vitória na partida final, foi o goleiro Marcos da seleçõa brasileira que defendeu o chute de Neuville na cobrança de uma falta quando a partida ainda estava 0 x 0, são fatos que traduzem a sorte e o azar numa final de competição quando não se pode errar.

  75. Melhor ganhar sem ser aquela grande maravilha, do que perder jogando aquela grande coisa quer arte vai para um museu porque a seleção de 94 teve uma das maiores glorias dos tempos modernos , por favor quando for críticar avalie melhor suas palavras, porque eu com 13 anos apaixonado por futebol que ví aquele título por dvd e sei que este país teve uma das maiores seleções de todos os tempos deveria se orgulhar daquele título não fazer como você que crítica errado.

  76. Jornalista esportivo é uma raça terrível mesmo. Colocar a seleção de 1994 abaixo da de 2002 é sacanagem. É só pegar peça por peça das escalações usadas pelos tecnicos.

    Tafarell x Dida
    Jorginho x Cafú
    Ricardo Rocha x Lúcio
    Aldair x Roque Jr
    Branco x Roberto Carlos
    Mauro Silva x Gilberto Silva
    Dunga x Kleberson
    Zinho x Rivaldo
    Raí x Kaká
    Bebeto x Ronaldinho
    Romário x Ronaldo

  77. o que me deixou mais triste nete ano foi mesmo a perca do nosso Grande IDOLO E SAUDOSO AYRTON SENNA E NÃO A
    SELEÇÃO

  78. A seleção brasileira, foi desacreditada para a Copa de 94. Todos os jogos, foram num sufoco danado mas tivemos sorte. O Parreira ( tecnico? ), bom todos já esperavam um jogo feio, retranqueiro e sem criatividade. Raí no meio campo, não fazia nada, tanto que perdeu a vaga para Mazinho. Zinho apesar de excelente jogador, ficou conhecido como enceradeira devido ao esquema tático. Lembro que na final, não pude de beijar a barriga de minha mulher que esperava o meu filho Lucas que chegou meses depois. Lembro muito bem, que o melhor jogador do Brasil na copa, foi BAGGIO.

  79. O Parreira, com seu futebol medíocre, retrancado e sem imaginação, ganhou aquela copa devido aos craques Romario, Bebeto e Branco, e tb, o santo Tafarel, que defendeu pênalties. Deve-se a isto a grande contribuição de Roberto Baggio, nosso salvador na final.
    Parreira é bom para ficar mascando não sei o quê, na margem do gramado e enganando a galera.

  80. Sr. Dardano, acho que o sr. confundiu algumas das peças de sua escalação. O goleiro da conquista de 2002 era o Marcos e não o Dida. Dida foi na copa de 2006 além de esquecer de mencionar Edmilson, Denilson, etc. O grupo do Felipão, foi muito superior ao time do Parreira.

  81. Eu tinha 15 anos na época, foi a 1ª Copa q vi o Brasil ser campeão, se não tivemos o futebol vistoso q queriamos tivemos uma seleção aplicada, unida, um equipe no melhor sentido da palavra e fomos campeões!!!!!!! Romário foi o grande destaque mas quase toda a equipe arrebentou.
    Que venha o Hexa com menos sofrimento rss

  82. caro mauricio,
    dia 17 de julho de 1994 foi num domingo, e não uma sexta-feira.

    abs

    Resposta do Mauricio: Hoje, sexta-feira, 17 de julho, é dia de relembrar aquele outro 17 de julho, que caiu num domingo.

  83. Sem dúvida nenhuma o que vale na Copa, são os resultados positivos, mesmo que tenham sido obtidos através dos pênaltis… mas foi muito feio e mediocre o futebol que a Seleção do Parreira jogou, não merecia ter sido Campeã, aliás teria sido mais bonito ter assumido a falta de capacidade técnica e tática para vencer os jogos, principalmente no jogo contra a Itália. Deveria ter ficado em sexto lugar para ser extremamente coerente… Foi uma VERGONHA NACIONAL a conquista da Copa do Mundo de 1994 pela Seleção Brasileira…

  84. Não interessa, éramos tetra. Depois de ver Itália e Alemanha serem campeãs jogando aquele futebol ridículo, o país necessitava ganhar de qualquer jeito, e foi dessa maneira aí, ganhou e pronto.
    A imprensa fica de biquinho porque meteram o pau, depois quiseram se fazer em cima dos caras e eles os tiraram de tempo. Obviamente Tafarel, Jorginho e Romário foram os craques desse time, mas sem o esforço dos demais não teriam chegado lá. Parabéns heróis de 94, mesmo com tudo contra conseguiram chegar lá. Minha maior dor como torcedor foi a copa de 82, jogo bonito, craques, bons times, enfim… não deu. O que importa mesmo e o que fica é o título… Essas seleções são tetra ou tri jogando feio e ninguém diz nada…

    Parabéns Brasil

  85. O BRASIL DEVIA ESCONDER ESSA COPA SEM-VERGONHA PARA A POSTERIDADE POIS ELA FOI ARRANJADA PELA FIFA PARA SER DADA À CBF. TODOS SE LEMBRAM QUE OS FAVORITOS ARGENTINA E COLÔMBIA, QUALQUER UM DELES TIRARIA O BRASIL FORA NAS QUARTAS DE FINAIS E PARA NÃO ACONTECER ISSO PROVOCARAM A ELIMINAÇÃO DA ARGENTINA COM A ESCANDALOSA ACUSAÇÃO FALSA DE “DOPPING” AO MARADONA E O SUBORNO DOS PRINCIPAIS JOGADORES DA COLÔMBIA, COMO O GOL CONTRA DO ESCOBAR NO JOGO CONTRA A CROÁCIA, SE NÃO ME ENGANO (ISSO FOI TÃO VERGONHOSO QUE O CARTEL DE MEDELLIN O ASSASSINOU NA VOLTA DA SELEÇÃO COLOMBIANA PARA A COLÔMBIA, LOGO EM SEGUIDA).

    DAS 5 COPAS QUE O BRASIL GANHOU POSSO AFIRMAR QUE AS ÚNICAS GANHAS POR MÉRITO OU POR LEGITIMIDADE FORAM AS DE 1958 E 1962. A DE 1970 FOI GANHA DE FORMA ESCABROSA…OS MEXICANOS TORCENDO PELO BRASIL FAZIAM TODO TIPO DE SABOTAGEM CONTRA OS INGLESES E ITALIANOS E ALEMÃES. TIMES EUROPEUS ERAM OBRIGADOS A JOGAR EM PLENO VERÃO MEXICANO EM UM CALOR DE 40 GRAUS AO MEIO-DIA. NESSAS CONDIÇÕES A ITÁLIA FOI PARA A FINAL DEPOIS DE DUAS PRORROGAÇÕES NUM ESTADO DEPLORÁVEL DE EXAUSTÃO.

    A COPA DE 1994 JÁ FOI COMENTADA E A DE 2002 TODOS LEMBRAM-SE DO APITO AMIGO NOS JOGOS CONTRA A BÉLGICA, TURQUIA, O GOL CAGADO DO RONALDINHO GAÚCHO CONTRA A INGLATERRA E O FRANGO DO OLIVER KHANN NA FINAL.

  86. Ah, antes que eu me esqueça,

    Se for possível jogar bonito ok, se não der vale dedo no olho e canelada. Aí quem quiser ver espetáculo que vá ao teatro, ou ao circo…

  87. Ah brasileiro,

    vcs só reclamam, reclamam quando ganham, reclamam quando perde e reclamam quando nem está lá para perder ou para ganhar.

    Brasileiro, vcs devem chorar, chora na cama que é lugar quente.

    No final das contas a verdade é uma só: quem ganhou? Isso é o que vale. Foi o melhor quando tinha que ser e pronto. Prefiro que jogue mal, mas ganhe.

    Conquistas e vitórias primeiro, se der para jogar bonito melhor, se não der dana-se, jogaremos melhor na próxima.

    Vão chupar um ovo.

  88. Olha só como são as coisa do futebol, a copa de 1982 todos dizem que foi a melhor de todos os tempos, tá nem todo mundo acham que foi a melhor, mais digo o seguinte o mais importante no futebol é não levar gol, é tentar pelo menos 1 ou mais gols… Minha opinião o importante e levantar o CANECO DE CAMPEÃO, não importa se jogar feio ou bonito… em 1982 teve show de bola , mais não levou o caneco é choramos, já 1994, jogavamos conforme o adiversáro, é acabamos levantando o caneco de TETRA. Digo o mais importante as pessoas ter opinião própria, cada um pensa de um jeito, sempre vam acontecer esses tipo de comentários no nosso futebol de hoje… sucesso ao terinador e toda sua comissão técnica…

  89. Essa copa não foi perfeita…mas, foi a primeira copa em que vi o Brasil ser campeão…e foi na dureza…criticados, execrados, cobrança de 24 anos, esquema tático rígido…

    Mas, eu assisti a todos os jogos…fechei os olhos no pênalti do Márcio Santos, vibrei com o Taffarel, com a comemoração do Dunga, o capitão…Até o apito final….Sim, nós somos TETRA!!!

    Aquela foi a Copa redentora, depois dela os novos talentos, os gênios, os fenômenos, etc não teriam o imenso fardo de inúmeros campeonatos fracassados…mesmo com seleções maravilhosas.

    Não gostei tanto da copa de 2002…jogos de madrugada, país-sede (os dois) sem tradição no futebol, todas grandes as seleções tradicionais foram péssimas…só restou mesmo a Alemanha…

    Só faltava a final ser Brasil e Coréia…para ser a pior das copas que ganhamos…para mim é.

  90. armasse e se desse mal hein? todo mundo adorou a copa de 94 menos os paulistas que acham que são o coração do brasil mas na verdade estão mais pra extremidade do tubo digestivo. valeu o título suado,valeu a raça,valeu a determinação que realmente mostra a cara do brasil e dos brasileiros sim pois nós não vivemos fazendo firula por aí, nós ganhamos sempre na raça mesmo tendo tudo contra nós, batalhamos cada minuto e segundo pelo que queremos e tambem vivemos sendo criticados por todos mesmo que os críticos não tenham competência para fazer um querto do que nós
    parabéns a todos que participaram positivamente desse título,seja torcendo, jogando, treinando, etc, já os que participaram negativamente, bom não preciso dizer para onde quero que eles vão, né?

  91. Só foi ruim pra paulista , sempre com rei na barriga , achavam que deveriam ser titulares os jogadores dos times pulistas . Essa imprensa de merda de são paulo critic todo mundo , Parreira , Zagalo , Dunga , Telê , e o caralho a quatro , são uns merdas mesmo , pra vocês seleção boa tem que ser formada por jogadores de são paulo , vão a merda……

  92. Felicidade houve sim pela conquista após 24 anos, agora, que aquela seleção era ridícula, ah, isso era…

  93. Não sei pq a necessidade de se criticar tanto uma conquista tao importante a seleção de 94 foi competente tomou apenas 3 gols numa copa, jogou com humildade q faltou as seleções anteriores, inclusive a tao falada de 82. o q nao se entende é q em vez de criticas, deveriam se lembrar q foi a coroação daquele q eu chamo de ultimo grande craque (Romario)!!!

  94. O brasileiro é assim mesmo, nunca está satisfeito.

    Hoje a seleção de 82 é cultuada, mas na época logo após a derrota para a Itália, Telê Santana foi crucificado, apelidado de pé frio, burro e tudo mais.

    Irônico: hoje falam “o empate era nosso, por que ele não recuou um pouco o time quando podia???”.

    Em 94, precisávamos ganhar não importasse como, e foi isso que os jogadores e o Parreira (com razão) buscaram. O futebol brasileiro era motivo de riso depois das últimas lambanças.

    Ao Brasil estava sendo delegada sempre uma função e cobrança de se fazer o circo, o malabarismo, as macaquices, enquanto que os títulos iam para Itália, Argentina e Alemanha…

    Só não ficou feliz em 94 quem ainda estava com a cabeça na era de 70, com aquela seleção incomparável mas também inigualável, única. Até hoje eu fico arrepiado ao ver o gol e a comemoração do Branco contra a Holanda. Pelo menos ele merecia e tinha todo o direito, sim, de mandar calarem a boca!

    Eu também quero uma seleção que jogue lindamente, como a de 82, e que tenha uma defesa que tome 3 gols na Copa inteira, como a de 94. Mas entre querer e poder…

  95. Copa horrivel, como só o Brasil é o único a jogar bola ganhamos essa copa com um time horrivel,para comparar esse time com o de 1982 esses caras tinham que reencarnar 30 vezes.

  96. Eu acho que não foi o Brasil que não ficou feliz nesta copa, e sim a imprensa! Nasci em 1970 e até os meus 24 anos nunca tinha visto o Brasil ganhar uma copa do mundo. Portanto, para mim foi a melhor copa que o Brasil ganhou! (Gritei à beça e até hoje lembro dos dias após esta conquista)

  97. Em se tratando de uma copa nos Estados Unidos, o que era de se esperar??
    Fico feliz que o Brasil ganhou… e parem de tanto chororô!!!

  98. QUEM NÃO FICOU FELIZ?? EU FIQUEI E MUITO!!!!! DA ONDE TIROU ESSA DE “UMA CONQUISTA MENOR” ?? É UMA CONQUISTA COMO TODAS AS OUTRAS COPAS, NÓS ESTAVAMOS A 24 ANOS SEM GANHAR NADA. E NAQUELA ÉPOCA NÃO ÉRAMOS FAVORITOS, VAMOS DAR VALOR A COPA DO MUNDO POIS É UM CAMPEONATO MUITO DIFICIL DE GANHAR.

  99. O que me lembro é que Parreira disse que a fantasia acabou, o show acabou, se quizer ver boka na rede, assista uma partida de basquete. Que baboseira, vindo dessa boca mole! será que ele não lembra Garrincha, Pelé, Rivelino, e tantoas outras artes surgidas desse Brasil moleque, onde a bola é sinonimo de brincadeira? e o que dizer bem recente de Ronaldinho Gaúcho quando comia feijão aqui no Brasil, era um artista da bola com seu jeito moleque, foi para Europa, ganhou até título de melhor do mundo, até se converter a esse futebol politicamente corrosivo pelo dinheiro., hoje está em decadência como o próprio Parreira, que foi demitido pelo quase lanterna do Brasileirão.

  100. Tinha 22 anos nesta copa, passei toda infancia e juventude a espera de um momento mágico como aquele. Concordo que pode não ter sido um primor em qualidades técnicas esta copa, mas justamente pelos fatos que descrevi, posso dizer com toda certeza que foi a copa da minha vida, a que mais vibrei.

  101. esse cara é um animal, como alguem deixa uma pressoa dessa ter uma coluna?é por isso que agora todo mundo pode ser jornalista, porque para escrever uma bobagem dessa não precisa ter curso superior.

  102. Eu acho muito menos empolgante a conquista da copa de 2006, onde o Brasil só enfrentou a Inglaerra, com o Beckham voltando de fratura no pé e a Alemanha sem o melhor jogador (Ballack), nos outros jogos contra a China, Costa Rica, Bélgica ( que ganhamos com apito amigo) e turquia todos adversarios fracos.

    em 1994 tinhamos uma seleçao não tão brilhante mas superou-se todas as vezes enfrentado a Itália, a Holanda, a boa geração da Suécia, derrotando os donos da casa no dia quatro de julho (dia da independencia americana).

  103. Acho estranha essa afirmação de que o Brasil não ficou feliz com a conquista. Eu, pelo menos, fiquei muito feliz!! Achava que nunca veria o Brasil campeão…O problema é que nossa imprensa nunca está satisfeita com nada…só presta aquilo que os de fora fazem! Parem com isso!!!

  104. triste foi a copa de 1982 eu tinha 16 anos nos juntemos com alguns amigo e fomos comemora na praça uma vitoria como certa, ai foi só tristeza , falando a verdade pra min pior tecnico foi o telê santana,nunca ganhou nada pela seleção. parreira pra min foi o tecnico vencedor ,pois não importa como ganhou , importante é depois de vinte e quatro anos ganhamos outra copa do mundo ,poriço que eu nunca vou esquecer esta copa; jose fortunato de limeira sp.

  105. Seleção de CARIOCADA?
    Eram exatamente 7 paulistas, 5 cariocas, 4 gaúchos, 2 bahianos, 1 mineiro, 1 pernambucado, 1 paraibano e 1 sul-matogrossense.
    Vá se informar melhor antes de fazer comentários.

  106. As lembranças são ótimas, tinha 10 anos na época. Na copa de 90 chorei muito a derrota para a Argentina, nunca tinha visto o Timão ser campeão (não me lembrode ter visto o Brasileiro de 90) e depois daquele sufoco todo, levantamos a taça. Foi muito emocionante!
    Adoro um futebol bem jogado, bonito, mas mais importante que isso, sem dúvida, é levantar a taça.

  107. Também lembro do episódio da alfândega (passaram sem pagar imposto), senti vergonha do Romário e do Bebeto, lembro de ter sido uma seleção antipática e sem graça. Tinha 16 anos e pago os impostos dos materiais que preciso importar. Hoje temos Romário preso por não pagar pensão e a CBF ajudando a campanha da Roseana Sarney.

  108. Vc deveria ser demitido seu babaca por escrever isto esta conquista foi melhor que a de 2002 o brasil todo vibrou!

    alias quem vc uma bosta de jornalista aposto que vc vibrou pra caramba com este titulo se tivesse perdido ate hj iam ficar lembrando alias melhor jogar feio e ganhar do que joga bem que nem em 82 e não trazer nada!

  109. A minha lembrança é que aquela Seleção foi muito guerreira, ganhou na força, na tática, na vontade, na inteligência e na competência de jogadores como Bebeto e Romário, além da muralha do Dunga e do Mauro Silva, garantindo tudo lá atrás e dando apoio para o ataque. Se tem alguém ou alguma coisa medíocre são voces jornalistas de merda, incompetentes, burros…Morram de inveja do Dunga, Pareira, Zagalo e outros. Voces torciam contra a Seleção e tiveram que ver eles levantando a Taça do Mundo. Toma seus merdas. Voces são uns bandos de frustados, hahahaha, se ferraram!!!

  110. In this cup, the prayers pray véri gude, from biraind, for the lefiti and the midiu. Mai equip, saute africa, is véri melhor,. Ai wanti bidebu…Hugs a todos.

  111. O brasileiro (ou a impressa que pensa representá-lo) é engraçado. Em qual país do mundo uma seleção que é derratada antes de se chegar a uma final é mais valorizada que outra que é campeã depois de 24 anos de jejum? Só no Brasil! Não tenho nada contra a seleção de 82. Era, de fato, um time que jogava muito bonito, mas qual é o objetivo de toda competição esportiva? É muito fácil criticar a postura defensiva daquela seleção (94) sem analisar todas as circunstâncias. O título de 94 marcou o renascimento de nosso futebol e de nossos jogadores. Depois daquele título chegamos a mais duas finais consecutivas e ganhamos mais um, nos 24 anos anteriores, com todos os festejados “gênios”, não havíamos chegado a uma finalzinha sequer. Depois daquele título nossos jogadores voltaram a ser respeitados internacionalmente como profissionais e não apenas como “telentosos irresponsáveis”. Enfim, VIVA A SELEÇÃO DE 94!!!
    PS – PARA AS VIUVAS DE 82 EXISTE UMA OPÇÃO; PAREM DE TORCER PARA O BRASIL E TENTEM A HOLANDA. É GARANTIA DE FUTEBOL VISTOSO E DERROTA ANTES DA FINAL.

  112. Essa copa foi a mais emocionante que já assisti… Lembro que meu coração quase saiu pra fora! Sofremos, mas saimos vitoriosos.. e isso deu um gostinho todo especial!

    VALEU BEBETO!!! MELHOR JOGADOR DA COPA, AO MEU VER!

  113. Objetivo atingido, ganhamos a copa que estava entalada na garganta a muito tempo.
    Na epoca pensava que o Brasil tinha ganho apesar do Parreira, que o time tinha sempre que ganhar de dois adversários ao mesmo tempo: o esquema tático do Parreira e o outro time.
    Hoje revendo alguns alguns jogos (Russia, Holanda, Camaroes) fico com a sensação que o time era muito melhor do que era minha impressão na epoca. Acho que ganhamos merecidamente (talvez o injusto tenha sido ter que jogar 120 min e ainda disputar penalies com a Itália, que era inferior ao Brasil. Poderia ter saido um gol no tempo normal e encerrado sem ter que passar pela via crucis de prorrogação e penalties).

    Sobre a final com a Itália, realmente não foi um jogo empolgante. Porem na epoca foi emocionante. Xinguei muito (passe errado, ataque desperdiçado) e torci muito também. E acho que numa decisão vale o resultado. Não existiria o mercado que hoje existe para os jogadores brasileiros no exterior se tivessemos perdido o jogo. O comentário hoje seria: “jogamos um futebol feio e perdemos” “o decadente futebol brasileiro não encontrou seu caminho para os tempos modernos” e etc … E os italianos estariam felizes da vida, pois aquele é o futebol valorizado na Itália, na Europa (no resto do mundo, com exceção da Africa e America do Sul)
    Encerrando resultado é resultado e fica para a história. Ponto final. Tai o Gremio, Fluminense e Cruzeiro que não me deixa mentir (todos eles quase-campeões da America).

  114. Eu acho que tem gente q ta chorando de barriga cheia,em uma copa do mundo o que vale é ganhar,não importa se joga feio ou bonito.A seleção de 82 jogava bonito mas não ganhou nada alem da simpatia da torcida,muito toque de classe muitos craques mas na hora do jogo duro faltou um DUNGA no meio de campo pra dar carrinho e passar raça para a equipe.Então galera vamos valorizar mais a seleção de 94 pois eles são os verdadeiros campeões.

  115. A lembrança é que titulo mundial é titulo mundial, não importa como foi ganho; fomos campeões. F.O.D.A-S.E a imprensa.

  116. Pra mim o jogo contra a Holanda foi o mais complicado e graças a uma pequena dose de sorte com o golaço do Branco na falta que resultou os 3×2, depois foi uma chatiçe. O jogo da semifinal contra a Suécia foi um porre, até o goleiro Ravelli ensaiou uns passos de balet quando estava 0x0. No geral eu gostei dessa copa. Na última de 2006 não consegui assistir nenhum jogo porque qualquer time que fazia o 1º gol ganhava o jogo, então nem preicsava perder tempo.

  117. Não estou de acordo com esse artigo. Acho que os jornalistas ficaram tristes porque no final Parreira ganhou. e a maioria dos brasileiros ficou contente. deviam estar esses jornalistas agoureiros na celebração do tetra na chegada da seleção a Recife. eu estava lá. foi inesquecivel. eu fiquei feliz. todos estávamos felizes. Para qué futebol espetáculo e perder? para viver a frustração outra vez de 82, com aquela Seleção dos sonhos? Parreira mostrou estar certo e deu para todos os brasileiros tremenda alegria ao ganhar o tetra.

  118. PARA O KADU….VC NÃO SABE NADA MOLEQUE!!! PRECISA SE INFORMAR MELHOR PARA DIZER O QUE DISSE…NÃO LI NENHUMA LINHA PARA ME CONTRADIZER….VC NÃO SABE NADA!!!!

  119. Não ficou feliz?Fala sério.Foi um dos grandes momentos do Futebol que me lembro.Brasileiro é triste mesmo.Dos politicos aceitam tudo.Da seleção ficam viajando em um mundo de fantasias, onde nada é bom o bastante.Salvo para a imprensa paulista, nessa, qualquer coisa das frangas é maravilhoso.

  120. Perfeita a descrição do sentimento pós-título de 1994.
    O que eu não consigo entender é o fato de tantos jormalistas futebolísticos não enxergarem que o futebol brasileiro (não só o brasileiro, mas principalmente ele) está em franca decadência há muito tempo. Eu penso como o Bernardinho da seleção brasileira de voley: mesmo numa vitória, há que se buscar algo em que se possa melhorar. Mas muitos ficam contentes apenas com a conquista em si, seguindo a filosofia Parreriana: “o futebol arte acabou; agora o que vale são as conquistas!”.
    Mentira! É possível, sim, jogar um futebol vistoso e conseguir bons resultados. O que falta é um técnico (no mundo) de visão que deixe de explorar tanto a parte física dos atletas e permita que voltem a ser jogadores de bola. Quando esse cara aparecer, será considerado um gênio revolucionário, porém estará apenas permitindo que o futebol volte a ser futebol.
    Na minha opinião, os jornalistas futebolísticos que defendem a decadência do futebol são, no mínimo, muito burros, uma vez que vivem do futebol e deveriam ser os primeiros a lutar por melhorias.
    Mas, existe um ditado que diz: “O óbvio só é óbvio para um olho preparado”.
    Eu sou sonhador e espero, sinceramente, que apareça um salvador do esporte bretão.
    Abraços.

  121. Voce achar que o país nao ficou feliz é uma idiotice sem tamanho, só vindo de um frustado pseudo-jornalista que estava torcendo contra a seleção para poder vender seus jornalecos de merda. Traíra sim, desonestos sim, e muito mais todos os jornalistas que jogaram contra uma seleção muito boa, com garra, técnica e competencia. VÃO VIVER SEMPRE MAGOADOS COM A SELEÇÃO DO TETRA. BABACAS.

  122. Na verdade, Botafoguense não tem moral para falar de Futebol.Só tem capacidade de ser azedo e procurar defeitos nos outros que ganham.

  123. Poxa como tem gente com uma mentalidade tão ruim?
    Se é o seu time de coração que ganha com um gol roubado ou de mão ninguem fala nada agora só pq a seleção ganhou uma copa com dificuldades falam mal?
    Revejam seus conceitos e dêem mas valor à seleção Brasileira.
    Eu era apenas um adolescente e começa a entender de futebol e foi inesquecivel aquela copa.

  124. É!É muito complicado o futebol;se compararmos tudo que já aconteceu e o que vemos hoje fica mais complicado ainda,haja vista,alguém imaginaria o Brasil fazer a final da Copa das Confederações com a África?Claro que os mais sinceros dirão que não,pois todos esperavam a Espanha invicta ou a Itália,considerada a 2ª melhor seleção do mundo(claro que depois da nossa) na final com o Brasil e deu no que deu:Cadê a Espanha?Cadê a Itália,mas no entanto,o Brasil novamente está lá,no mesmo lugar que Copa sim,Copa não é nosso:Campeão!Então gente,sinto em concordar que o Brasileiro,por muitas vezes é exigente demais,pois se perder,não podia;e se ganhar,não fez mais do que deveria.Será?Sim,será sempre assim,sempre faltará alguma coisa,nem todos estarão contentes,assim se faz o FUTEBOL;o esporte mais complicado e apaixonante do mundo!
    E bom,ou ruim,vai lá Brasil,faça-nos mais uma vez,melhores,ou pelo menos tentem!!!Dunga neles!!!

  125. Quem tem mais de trinta anos, sabe que a copa de 82, apesar do Brasil não ter ganho, foi mais emocionante que a de 94!

  126. Eu só sei que eu era criança e para mim e para toda a minha geração aquela copa foi fantástica! Guardamos ela na memória com muito carinho. Hoje eu sei que aquela seleção não foi brilhante, mas teve tantos elementos interessantes: Romário, Bebeto, Branco, Taffarel, os jogos sofridos. Está marcada a ferro e fogo na memória. Não tinha consciência de que a imprensa pegava tanto no pé da seleção e isso me faz ver como nós adultos somos ranzinzas.

  127. Minha lembrança dessa copa é o Galvão Bueno tão chato, imparcial e ridículo como sempre, se esguelando pra comemorar o título. Galvão sempre estraga tudo!

  128. O que importa é levantar o caneco. 58, 62, 70, 94, 02 – PENTA!!!!! Não há do que se queixar. Somos PENTA!!!!!!!!!!! E ano que vem……… HEXA!!!!!!!!!!!!!!!!!

  129. vagabundo, depois do primeiro mundial em 62 essa foi a mais importante, o Brasil chorou de alegria, até hoje nós amamos essa seleção, bando de jornalista safado, vc tiveram q engolir, cala a tua boca

  130. O futebol pode ter sido feio. E foi. Mas a seleção foi bem sucedida, ao contrário do que ocorreu em 1998 e 2006.
    Melhor, muito melhor mesmo, ganhar jogando mal, sem
    jogadas plásticas e firulas, do que lamentar derrotas jo-
    gando bonito e lamentando pra sempre, como ocorreu em
    1982.

  131. ME DESCULPA AMIGÃO, MAS NÃO TEVE NADA MELHOR DO QUE ASSISTIR BAGGIO PERDENDO AQUELE PÊNALTI……

  132. O importante é ser campeão o resto é resto,se joga mal ou bem, mas sendo campeão o que basta, em 82 era uma seleção de encher os olhos, e virão o que deu, arte e magia acabou…
    ganha hoje quem tem melhor esquema tatico..
    o importante é ser campeão.
    e acabou

  133. Como assim, o Brasil não ficou feliz? Quem não ficou feliz foi a imprensa que em 90 crucificou o DUnga e teve que engoli-lo levantando a taça. Eu tinha 20 anos e acho que nunca tinha me emocionado daquela maneira, só me lembro do povo na rua comemorando, soltando fogos.

  134. Apesar da arrogânc ia, só tinha Romário que ainda demonstrava algum brilho, os outros pareciam bonecos de marionete guiados por um técnico mediocre, que nunca chutou uma bola um dia e que o Gol (objetivo maior do futebol) para ele era apenas um detalhe. Seleção ruim igual a de 94 só a de 90 e 2006. Só não foi esquecida completamente por causa do título. Ninguém tem saudades daquela coisa que jogavam e que diziam que era futebol. Muitas seleções foram mágicas e não ganharam o título, mesmo assim são lembradas com saudades e lágrimas nos olhos – Hungria 54 , Holanda 74 e 78 e Brasil 82. De Parreira e seus esquemas não é bom nem lembrar. Pra mim, a mais mediocre seleção que se viu jogar.

  135. Foi mil vezes melhor que a de 2002. E nem se fala a de 2006. Só existiam estrelas APAGADAS. Ningu´m jogou nada. Os grandes medalhões só queria fzer comerciais da Nike. E o grande atleta foi um zagueiro – é ridículo. Esquemas de retrancas, etc. Fruto de um futebol feio e milionário. A ultima grande Copa, foi a de 94, onde só tinhamos o Romário eo Baggio de grandes estrelas. Mesmo assim, surgiram atletas brilhantes como Hagi, Stoichkov, Berckamp, entre muitos outros. Foi lindo e muito competitivo, a emoção imperava em todos os jogos. Futebol virou somente comercio, onde atletas e técnicos ganham mais que empres´rios, medicos, engenheiros, …
    Temos que ver futebol = emoção; não futebol = $$$$$.
    Devemos criar regras com a exportação de jogadores menores de 24 anos. Daí, eles representarão seus clubes (nos quais cada dia que passa fica mais degradado devido as exprotações e iminencia de astros e futebol, e não atletas de futebol) com amor àqueles que os projetaram. Tem que existir uma relação de amor aos clubes.
    PENSEM…………………………………………………………………..

  136. É o seguinte:

    Quando o Brasil ganhou a copa eu tinha apenas 16 anos, e, pra mim, o que importou não foi ganhar de forma “pragmática” como vocês, jornalistas, gostam de afirmar, e sim a festa que foi no Brasil inteiro com uma conquista importante depois de 24 anos! Então, acho que as críticas àquela seleção são demais, e, quer queira quer não, ajudou o Brasil a ser o maior vencedor de todas as copas, coisa que o tão decantado Brasil de 82, com aquele monte de craque, não conseguiu. Eu acho demais a profissão de jornalista, mas tem péssimos jornalistas na crônica (principalmente esportiva), e eu acho que você fez uma crônica infeliz.

    Abraços.

  137. CARO MAURICIO,

    A SELEÇÃO PODE NÃO TER SIDO A DE NOSSOS SONHOS, PORÉM ME LEMBRO DA EXPRESSÃO DO BEBETO PARA ROMÁRIO AO RECEBER O PASSE E MARCAR O GOL CONTRA OS EUA, ME LEMBRO DO BEBETO EMBALANDO O FILHO E DEPOIS ESSA IMAGEM SE TORNOU COMUM ATÉ HOJE NOS ESTÁDIOS DO MUNDO, ME LEMBRO DE UM TOQUE DO BEBETO PARA ROMÁRIO QUE ENTRANDO CORRENDO BATEU FORTE DE PRONTO E MARCOU UM GOLAÇO, OUTRO DE CABEÇA NO MEIO DOS GRANDÕES E SE EU ENUMERAR TALVEZ EU TOME TODO O ESPAÇO AQUI.
    TENHO SEMPRE ORGULHO DE UM TITULO E AGORA O DUNGA ESTAVA SENDO VAIADO E NESTE MOMENTO RESGATOU A VONTADE E A GARRA NA SELEÇÃO COISA QUE NÃO ACONTECEU EM 2006.
    SOU ORGULHOSO SEMPRE, COMO BRASILEIRO FAÇO MINHAS CRITICAS MAS SEI RECONHECER UMA VITÓTIA UM TITULO POR MAIS DURO QUE SEJA.

    GABRIEL FELIPE

  138. Essa foi a segunda pior copa do Brasil, só perde para a copa de 90.
    Parecia que eu estava vendo uma seleção de segunda categoria da Europa jogando, digo, judiando da bola… Se não fosse o Romário, a gente tinha caído fora da copa na primeira fase.

  139. Não quero aceitar que se tivermos um futebol burocrático e triste possamos ser 10 vezes Campeões do Mundo. Para o meu filho contarei histórias memoráveis da Copa de 82 com Telê. Sobre a Copde 94 direi que não houve Glória, apenas fomos Campeões.

  140. Me lembro como se fosse hj, na época meu irmão tinha 5 anos de idade e com ás cobranças dos penaltis e os fogos ele chorava muito de susto eu com 22 anos nunca tinha visto o Brasil campeão chorei muito, mas o que marcou mesmo foi o gol do lateral esquerdo Branco – depois daí senti; o título é nosso:

  141. Se o Brasil jogasse bem iriam falar que jogou mal..

    Que adianta jogar um futebol lindo e perder na final????
    Eles irão lembrar do futebol bonito????
    O importante eh estar com o trofeu na mão!!!
    Joga feio…catimba…mas ganha o titulo…isso q importa…
    Essa copa de 94 o nivel foi baixissimo em relaçao a outra copas…
    Mas foi emocionante assistir a Romenia jogando com Hagi..A Bulgaria com Stoichkov…a Suécia com Larson..Essa copa de 94 foi a melhor…pq estávamos há mto tempo sem ter esse titulo e mta gente com certeza nao viu a copa de 70( como eu)…Nessa copa eu tinha 13 anos…e lembro que o Brasil parou…Essas criticas ficaram com esses jornalisnas que nao tem o q falar e ficam arranjando matéria e polemica….pq isso vende!
    1994 foi a Copa mais emocionante!

  142. O que fazer ? Jogar um futebol bonito, técnico e vistoso para tomar um gol faltando 10 minutos para o fim em uma semifinal. Ou jogar um futebol compacto, de marcação e pura atenção. Naõ correr rsicos em copa é a chave para ser campeão do mundo. Vamos ficar mais 24 anos sem ganhar uma copa. Copa do mundo é copa do mundo. Para mim firula e gol de bicicleta é pra fazer nas copas das confederações. O resto é conversa pra boi dormir.

  143. FOI A PRIMEIRA COPA QUE ASSISTI DE VERDADE , TINHA 12 ANOS NA ÉPOCA…. NAQUELA ÉPOCA em QUE PINTAVAM AS RUAS COISA E TAL HOJE EM DIA ISSO ACABOU JUNTO COM A MAGIA QUE UMA COPA DO MUNDO TRAZIA AOS CORAÇÕES DO BRASILEIROS FOI-SE PELO RALO, JUNTAMENTE COM O BOM FUTEBOL ……

  144. Copa do Mundo sem grandes craques, diferente das Copas de 74, 78, 82 e 86, onde tivemos como adversários jogadores fantásticos: Beckembauer, Cruyff, Kempes, Platini, Paolo Rossi, Rumennigue, Maradona.
    Em 94 só tinha cego, e o ditado diz: “em terra de cego, quem tem um olho é rei”.
    Lembro vagamente da comemoração da Copa de 70 e da magia das Copas de 74, 78 (vitória política da Argentina), 82 ( Brasil foi eliminado, depois de um penalty escandaloso do Gentile no Zico, na cara do arbítro) e 86 (última com craques). Fiquei decepcionado com a de 94, pois ganhamos com jogadores medianos de algumas seleções insossas. Lembram das dificuldades contra os “rodas presas” da Suécia e contra a mulambada dos EUA?

  145. A copa de 94 só não foi pior que a de 90, fomos campeões, com o futebol de Dunga e Mauro Silva, que foram as principais peças daquele time, que reproduziu fielmente o futebol deles. O problema era que o público assistia um jogo na TV e o locutor e os comentaristas faziam-nos acreditar que estávamos assistindo um espetáculo dos times de Telê ou da seleção dos anos 70.

  146. O futebol pode nao te sido o mais bonito, o Parreira pode ser a pessoa mais irritante do mundo, etc … mas a verdade e que tudo era incerto e a gente acabaou GANHANDO. E isso que importa. Sorry.

  147. Lembro bem daquele dia…e como lembro!!! Pra mim foi a primeira vez que vi o Brasil numa final de Copa…quase nem acreditava na época…e quase nem acreditei quando ganhamos…claro, seria muito melhor ter ganho no jogo, sem ir para os pênaltis, mas realmente não tivemos um grande futebol, se comparado com outras épocas de nossa seleção…mas, no geral, valeu pela conquista…saudades de um tempo bom que não volta nunca mais!!!

  148. Em 94 eu tinha 27 e havia 24 que o Brasil não ganhava um título. O Rio de Janeiro se enfeitou, assistíamos os jogos sempre reunidos, amigos, família, colegas de trabalho e festejamos muito, muito mesmo. Lembro-me até da mobilização feita para ocuparmos todo trajeto da carreata com bandeiras, camisas, faixas e cartazes. Valeu e valeu muito! Se conquistar a taça não fosse importante ela não existiria. Quem pensa o contrário não gosta de futebol ou é paulista. Lá tem comentarista pedindo Jorge Henrique na seleção. Obrigado.

  149. essa copa foi ganha pela a garra dos jogadores, que estavam engasgados com a derrota de 90, por que se fosse pelo a comissão tecnica, tinhamos perdido a copa de 94.

  150. Hahahaaa… Muito boa era a seleção de 2006 “cheia de craques”… e que não jogou nada e nada ganhou…so importa uma coisa no futebol… A VITORIA…se não fosse esse timaço de 1994… nos seriamos apenas TETRA e a Itália PENTA… tenha dó quem fala mal desse timaço!!!

  151. Acompanho as Copas desde a de 1986 (assisti jogos da de 1982 também). Em 94 foi emocionante no final, mas enervante a maior parte do tempo. Poderíamos ter jogado melhor e ganhado do mesmo jeito, sem maiores riscos. O domínio foi total sobre a Itália na final, devido à diferença de condicionamento físico. Assim, foi uma irresponsabilidade do Parreira deixar o time tão cauteloso, para acabar correndo o risco de perder nos pênaltis. A conquista de 2002 foi muito mais bonita; tenho melhores recordações.

  152. É SEMPRE ASSIM A EMPRENSA NUNCA APOIA A SELEÇÃO E DEPOIS QUE É CAMPEÃ QUER QUE OS JOGADORES FIQUEM FAZENDO DECLARAÇOES PARA AS CAMERAS! EM 2002 A EMPRENSA TAMBEM NAO ACREDITAVA NA SELEÇAO E FOMOS PENTA! PARA A EMPRENSA QUE NAO ACREDITA NA PROPRIA SELEÇAO PENTA CAMPEÃ DO MUNDO ” CHUPA QUE A CANA É DOCE”.

  153. Com certeza somos o país do futebol, o primeiro a ser tetra mundial e atualmente somos penta-campeões, mas, sobre a conquista do tetra, ganhamos, porém, sem mostrar o verdadeiro futebol 5(cinco) estrelas. Particularmente falando, eu trocaria as copas de 1994 e 2002 pela de 1982 realizada na Espanha, afinal,
    aquela seleção dirigida pelo professor Têle Santana, assombrou o mundo, ela foi sem sombra de dúvidas, a Hungria de 54, ou seja, uma seleção quase perfeita. Se eu disser que não festejei as conquistas de 94 e 02, estaria mentindo, mas, a perda da copa de 82 foi simplesmente uma facada no coração do torcedor brasileiro, pois, o Brasil daquela copa merecia ser o verdadeiro campeõa mundial. Parabéns a todos jogadores que conquistaram o tetra campeonato nos EUA e, futuramente, o Brasil irá ganhar outras copas do mundo, afinal, somos os melhores do planeta, portanto, viva o futebol 5 (cinco) estrelas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *