Bastidores do “show-fantasma” de Stanley Jordan

Bastidores do “show-fantasma” de Stanley Jordan

Recebi de um jornalista conhecido o e-mail abaixo, no qual ele acrescente alguns detalhes à história que causou espanto nesta segunda-feira, em São Paulo: a notícia de que o guitarrista Stanley Jordan fez um show gratuito para apenas 17 pessoas na cidades.

O relato sobre o show foi produzido pelo repórter Augusto Gomes e publicado no iG Música. O leitor que me escreve pede para não ser identificado. Segue o seu e-mail:

Na terça-feira passada, recebi o release da subprefeitura de Guaianases sobre a Quebrada Cultural – que, para mim, já peca desde o início pelo nome. Como de praxe, dei aquela lida dinâmica naquilo (duas linhas) que contextualizaria o evento. Em seguida, passei a me concentrar nas atrações, já que o release, afinal, não dizia nada.

Diferentemente do Augusto Gomes, não associei os nomes de outras atrações ao Fama ou ao Antonia. Mas o Stanley Jordan, fechando a programação, me assustou. Peguei o telefone, liguei na ass. imp. da sub em questão e perguntei: “Esse Stanley Jordan É o Stanley Jordan???”

O assessor disse não saber; desconhecia o guitarrista. Checaria e me retornaria com a resposta.

Quando me retornou, adiantou-se agradecendo: “Cara, obrigado. É ele mesmo! Poxa, o cara é fera…”

Sugeri ao assessor que, então, produzisse um release dando destaque à presença do músico, que, inclusive, toca com dois outros brasileiros espetaculares. Fui além e perguntei ao assessor o porquê de ele não ampliar, para este caso específico, seu mailing, incluindo editorias de artes, culturas e afins, pois, certamente, a atração chamaria a atenção. E ainda grifei: “Você viu quem é o cara!”

Quarenta minutos depois ele manda o novo release. Stanley no título, um parágrafo colado do wikipedia sobre o músico e o restante…

Juro que imaginei que ele talvez tivesse tomado a iniciativa de ampliar, de fato, seu mailing para a Quebrada Cultural de Guaianazes. Mas, aparentemente, a dimensão do significado do Stanley Jordan, gratuitamente, em Guaianazes, não foi exatamente compreendida.

Uma pena. Para todos – músicos, comunidade, profissionais envolvidos.

O que vale neste comentário? Os releases, original e modificado, que mando colados.

Peço somente para não ser citado nominalmente. Não vejo necessidade.

Primeiro release:

Quebrada Cultural agita Guaianases neste fim de semana

A Subprefeitura Guaianases, através da Supervisão de Cultura, realizará neste sábado e domingo, 12 e 13 de dezembro, a Quebrada Cultural. Ao todo serão 16 bandas, de ritmos diferentes, que vão se apresentar na Praça de Eventos, Estrada Itaquera-Guaianases, esquina com Avenida Ribeirão.

Confira a programação:

Dia 12 de dezembro (sábado) Dia 13 de dezembro (domingo)
Zé da Vaca – 12 horas Adão Conta Aders – 10 horas
Sublime Encanto – 13 horas Porque? – 11 horas
Da Melhor Qualidade – 14 horas Douglas Menezes – 12 horas
Doce Encontro – 15 horas Dmn – 13 horas
Os Travessos – 16 horas Quelynah – 14 horas
Trio Sabia – 17 horas OBMJ – 15 horas
Anastasia – 18 horas Stanley Jordan e Dudu Lima – 16 horas
Funk e Cia – 19 horas
BNegão – 20 horas

e o novo, produzido após o ‘alerta’:

Músico americano Stanley Jordan se apresenta
na Quebrada Cultural de Guaianases

O fim de semana musical terá ainda shows com o grupo Doce Encontro, a Banda Funk e Cia, a Orquestra Brasileira de Música Jamaicana (OBMJ), entre outros

Uma atração internacional, o guitarrista e jazzista americano Stanley Jordan estará se apresentando na Quebrada Cultural de Guaianases, que acontece no próximo fim de semana, dias 12 e 13 de dezembro, na Praça de Eventos (Estrada Itaquera-Guaianases, esquina com a Avenida Ribeirão).

Nascido em Chicago, Stanley Jordan tem 50 anos de idade e é considerado um dos melhores guitarristas do mundo. Em seu repertório, traz muita influência da música brasileira, tendo se apresentado por várias cidades do país. Em Guaianases, Stanley terá como parceiro de palco um brasileiro, o baixista Dudu Lima.

A Quebrada Cultural terá um total de 16 shows, de variados ritmos, como forró, pagode, hip-hop, rock e jazz. No sábado, a partir das 12 horas, o público poderá apreciar os pagodeiros dos grupos Doce Encontro e Os Travessos, o forró do Trio Sabiá e a batida do Funk e Cia e do BNegão, entre outros. No domingo será a vez do hip-hop da brasileira Quelynah, da música jamaicana da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana (OBMJ), do jazz de Stanley Jordan e Dudu Lima, e de mais atrações.

A Quebrada Cultural é organizada pela Secretaria Municipal de Cultura em conjunto com a Supervisão de Cultura da Subprefeitura Guaianases.

Confira a programação:

Dia 12 de dezembro (sábado) Dia 13 de dezembro (domingo)
Zé da Vaca – 12 horas Adão Conta Aders – 10 horas
Sublime Encanto – 13 horas Porque? – 11 horas
Da Melhor Qualidade – 14 horas Douglas Menezes – 12 horas
Doce Encontro – 15 horas Dmn – 13 horas
Os Travessos – 16 horas Quelynah – 14 horas
Trio Sabiá – 17 horas OBMJ – 15 horas
Anastasia – 18 horas Stanley Jordan e Dudu Lima – 16 horas
Funk e Cia – 19 horas
BNegão – 20 horas

3 Replies to “Bastidores do “show-fantasma” de Stanley Jordan”

  1. Mauricio,

    Bacana seu site. Agora, pelo que entendi, sem release não há vida no jornalismo (atenção: não falei vida inteligente… nessa nem penso). É isso?

    Abrs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *