Morre o vilão de um clássico de Bob Dylan

Morre o vilão de um clássico de Bob Dylan

No dia 8 de fevereiro de 1963, o fazendeiro William Devereux Zantzinger, dono de uma plantação de tabaco, então com 24 anos, atacou três funcionárias de um hotel, em Baltimore (Maryland), com uma bengala. Bêbado, fazendo insultos racistas, o fazendeiro pediu um uísque a Hattie Carroll, uma faxineira de 51 anos, mãe de onze filhos. Zantzinger atacou Carroll com a bengala no ombro e na cabeça. A mulher passou mal, foi levada a um hospital e morreu. Zantzinger foi condenado a seis meses de prisão – ao final de um julgamento polêmico, no qual seus advogados convenceram o júri que Carroll sofreu um derrame em consequência do estresse sofrido pelos ataques verbais do fazendeiro, não por causa da agressão física.

Esta história inspirou Bob Dylan a escrever uma das mais famosas canções da fase inicial de sua carreira, em que se notabilizou pela música de protesto. “The Lonesome Death of Hattie Carroll” é a nona composição do terceiro LP de Dylan, “The Times They Are A-Changin’”, lançado em 1964. Com violão e gaita, Dylan descreve de forma quase jornalística o caso da morte de Carroll por Zantzinger chamando a atenção para o racismo e a iniquidade da decisão judicial. O músico toma algumas liberdades na letra. Em vez de onze, Carroll tem dez filhos e Zantzinger vira Zanzinger, sem o “t”.

Aqui neste vídeo, disponível no You Tube, Dylan canta a música, sozinho, com a sua gaita e o violão, no programa Steve Allen Show, em 1964.

Zantzinger morreu no último dia 3 de janeiro, aos 69 anos, mas sua morte só foi confirmada na quinta-feira, 8.

46 Replies to “Morre o vilão de um clássico de Bob Dylan”

  1. Você escuta uma música do Dylan e escuta as dezenas de outras e todas parecem a mesma. Enfim, se até Frankie Aguiar fica milionário e vice prefeito, Dylan também merece. Fazer o que ??

  2. Espero que tenha tido uma morte à altura do seu caráter…
    Pena que para cada Dylan haja sei lá quantos Zatzinger e uma multidão de braços cruzados.

  3. Acho que se o Luizão Maldosão ouvir o arrocha, talvez consiga entenderá alguma coisa. Mas Dylan, não é para qualquer bostético.

  4. Acredito que todos nós estamos neste planeta azul para cumprir um estágio e uma missão. Com certeza aquela situação de 1963 fez com que a humanidade passasse a olhar os semelhantes (negros, brancos, amarelos, azuis e outras cores mais) de uma forma diferente e a repercução está aí: 45 anos depois um cidadão negro assume a presidencia daquele país 17 dias depois da morte daquele racista.
    A vida é e sempre será uma caixinha de surpresa.

  5. o pior de tudo é ver gente como a tal amanda ribeiro perde seu insignificante tempo para passar recibo de ignorante para o mundo!!! ve se morre amanda!!!!!!

  6. Que adianta reforma da língua se a repercução é com cedilha?
    Quanta ignorância nesse esquema de comentários…..

    O vilão morreu mas o mal continua semeando….colhendo…..

    Bob Dylan é Artista com A. Que toda juventude tivesse uma base como a que tiveram os jovens daquela época…..

  7. Para quem não conhece Bob Dylan saiba que ele é uma pessoa cuja as raízes são de origem negra e por isso naquela época era importante expressões e composições de protesto como Bob Dylan e outros demonstravam nas suas canções. Acho que fazer comentários sem conhecimentos e de baixo escalão demonstra que precisamos evoluir e incentivar bastante a cultura no Brasil.

  8. Para entender Dilan, basta fazer um paralelo aqui no Brasil. É como se alguem fizesse uma canção de protesto na época da ditadura.

  9. Obra de US$ 18 milhões (Para você baixar de graça)
    A Banda Preto e Branco (Influências The Smiths) muito elogiada pela imprensa Joseense
    Acaba de disponibilizar, na íntegra, Sua Demo tape de estréia, intitulada “Onde o Sol se Esconde” no Site Myspace.
    Letras inteligentes com arranjos impecáveis
    Vale a pena conferir!
    http://www.myspace.com/pretoebranco

  10. Foi tarde…agora realmente, fico abismado em ver o comentário deste tal de LUIZÃO…com certeza ele só deve apreciar estas musicas da modas, FUNK, PAGODE e outros..parabéns LUIZÃO voce é o cara….

  11. Dilan deveria fazer uma canção de protesto pelo massacre de PALESTINOS pelos Judeus, será?(2)
    Eu acho meio dificil

  12. É Luizão, seu ouvido deve estar entupido com tudo que toca nas rádios comerciais, por isso não consegue perceber os acordes e arranjos diferenciados nas músicas de Bob Dylan. Mas não se preocupe, vc não é o único e nem lhe fará falta nas conversas da sua galera, pois haverá muito assunto “mais importante”, como BBB9, a novela das 8 e tudo o mais que está na moda. Sorte na vida, muita sorte garoto é o que lhe desejo.

  13. Pessoal, pra esclarecer a questão racial:

    Bob Dylan é filho de ma família de judeus, embora ele mesmo publicamente nunca tivesse adotado o judaísmo ou qualquer outra religião.

    Seu nome de batismo era Robert Allen Zimmerman.

    Isso demonstra que independentemente de religião ou crença ela sempre foi engajado na crítica social em suas músicas.

  14. Bob Dylan é Bob Dylan não existe mais nada o que falar,mas quem é luizão?é um cara de cultura mediocre,tentou se mostrar muito rebelde e acabou sendo a pessoa mais detestada.

  15. Bob Dylan sempre foi o maior defensor das minorias , dos injustiçados , independente de raça , cor ou religião , seria bom que os jovens brasileiros tivessem conhecimento da sua extensa obra e o admirassem ao invés de ficar ouvindo pagode e outras porcarias que pululam por aqui . Salve Dylan .

  16. Ô Luisão, o seu negócio e assistir e comentar o BBB, se é que você consegue fazer ao menos isso. Não fale o que você não sabe e, pior ainda, não conhece. Você não tem a menor ideia do é Bob Dylan, o que você deve conhecer bem é pagode, forró, axé ou qualquer outra porcaria do gênero.

  17. Bob Dyla n é judeu sim, assumido. Quanto a ele fazer música pelos palestinos… também estou desse lado, mas: 1) ele não faz música de protesto há mais de 30 anos e 2) há muitos judeus no mundo contra o militarismo do estado judaico, mas que podem eles fazer, se a ONU não pode nada? Não quero livrar a cara do dylan, não (quem sou eu?), mas ele não é culpado daquela tristeza lá, não…

  18. luisão maldosão vc ana ouvindo muita porcaria e não tem ouvido para bob e amanda vê se cresce, vcs nao entendem nada de dylan

    bobo dylan é rei

  19. O Bob Dylan é um dos poucos cantores de língua inglesa que, realmente tem conteúdo nas suas canções, são repletas de letras inteligentes e melodias exímias. É um talento que nunca se deixará apagar. Falei e disse!

  20. Dylan é o maior compositor vivo atualmente, e já fez milhares de músicas maravilhosas, que influenciaram positivamente no comportamento de milhões de pessoas, ou seja, conseguiu melhorar um pouco deste mundo, que às vezes é cruel.
    Se quiser aprender inglês e entender melhor suas letras, entrem no meu site, pois sou autor de um kit para se aprender inglês sozinho, e também há um vídeo meu cantando uma música do grande Bob Dylan.
    http://www.iupienglish.com.br

  21. Bob Dylan, mais um grande artista da década de Ouro de 1960, uma época importante na história da Contracultura, a juventude de hoje tem muito a aprender com aquela geração.

  22. Bom para a humanidade!! uma pessoal dessas não vai fazer nenhuma falta!!! Agora me impressiono com alguns comentarios “vazios” sobre Bob Dylan, gente´, o “velho” não precisa provar mais nada a niguém, muito menos para alguns que escrevem besteiras aqui. O “velho” é o cara!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  23. Bob Dylan é um poeta, que sabe protestar as injustiças sociais que ocorrem neste orbe. É uma pena que existam pessoas que não compreendam as mensagens transmitidas em suas músicas, mas tudo bem, existe ainda tempo para que essas pessoas amadureçam.

  24. Parece o Brasil, o cara mata uma mulher e recebe um pedido de desculpa da família da vitima.
    O Dylan poderia fazer uma para o Pimenta Neves assassino da “Sandra Gomide” !!!

    DEPOIMENTO DO ACUSADO:

    … não dotor delegado a culpa foi do sujeito mesmo eu só puxei o gatilho ele morreu por que quis, foi Jesus que chamo ele…

  25. Morrer não é castigo, todo mundo mais cedo ou mais tarde morre.
    Espero que o fdp tenha tido, da vida, conseqüências condizentes com seu crime.
    Bom, aquele pelo menos rendeu um clássico.

  26. “Luisão Maldosão”, ou você tentou incomodar alguém (e o tiro saiu pela culatra) , ou não entende inglês e, portanto, nada do que ouve naquele idioma.
    Sugiro, meu caro, que estude, não doi nada e é sempre bom. Fique tranqüilo, você conseguirá, pois hoje a informação já esta acessível para quem esta abaixo da linha da pobreza e comprimido na base da pirâmide social.
    E, claro, evite manifestar opiniões do tipo dessa sua pérola, que expõe totalmente sua ignorância, um imperdoável “mico”.
    Saudações.

  27. Parabéns a Dylan, que sempre se engajou na causa política, social e racial. Desde Hurricane até outros clássicos, Dylan nunca fez como outros artistas dito “populares” que muitas vezes se fecham em seu mundo e não levantam a voz para barbaridades como essa que acontecem! Quanto ao “cidadão” que morreu, espero que tenha se arrependido “ao menos” antes de morrer, deveria ter aprendido que, independente da cor da pele, o sangue de todos é vermelho. (Viper, Coming from this inside)

  28. idiota, boçal, estúpido, débil, ignorante, ignóbil, zé mané,
    zé ruela, cuzão, páunucu, ou simplesmente o popular bosta. É você Luizão Maldozão… A grande maldade sua é com o seu pai e a sua mãe… Sejam quem forem, não merecem.

  29. infelizmente o tal de “maldozão” roubou a cena…pena que a grande maioria de cantores mundiais não segue o caminho do bom e velho dilan, pondo para fora a sua indiguinação em relação a tudo que nos aflinge.
    Hattie Carroll que DEUS a tenha em um bom lugar.

  30. Primeiramente é importante destacar uma notável diferença: exprimir uma idéia ou um comentário é uma coisa, agora denegrir ou insultar o trabalho de alguém é outra completamente diferente.

    E o mundo não sentirá a falta de seres como William Devereux Zantzinger e nem de nenhum ‘Luizão Maldosão’.

    Realmente não é fácil entender as letras das canções de Dylan, mas compreender o que leva um homem a matar uma mulher à bengaladas também não é fácil de se entender.

    Quando se pede uma postura sobre Bob Dylan, restam apenas duas opções: ou você é um fã dele, ou simplesmente respeita o seu trabalho. Qualquer um que se coloque em uma posição diferente não pode ser levado muito a sério, é um enorme piadista!

  31. Não entendi o que o João Sorrisão, Luiz Brincalhão… (sei lá o nome!) quis dizer. Dylan é Dylan e pronto. È o nosso Mr. Tambourine Man!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *