O desespero de uma arquiteta rejeitada pelo BBB 10

O desespero de uma arquiteta rejeitada pelo BBB 10

Ela se apresenta como arquiteta, 29 anos. Um grande sonho de sua vida é participar do programa Big Brother Brasil. Camila diz que se inscreveu para as nove edições anteriores e nunca foi escolhida. Às vésperas do início da décima edição do BBB, a moça intensificou a pressão sobre Boninho, o diretor do programa.

Enviou uma mensagem, depois outra, e mais outra e mais outra… Contei mais de uma centena de mensagens ao diretor, via Twitter, pedindo para ser incluída no BBB. O ataque ganhou volume e densidade nos últimos dias, à medida que Camila foi se dando conta que não seria mesmo selecionada.

Na noite de segunda-feira, depois de algumas dezenas de mensagens, a arquiteta começou a se render. “NADA DE CHANCES DO BBB, NADA DO BONINHO ME LIGAR, NADA DE MUDANÇAS EM MINHA VIDA, NADA, NADA”.

Nesta terça-feira, Camila retomou o seu plano. Ao longo do dia, enviou 65 mensagens para Boninho. A primeira do dia dizia: “sei que existem milhões de pessoas que querem entrar no bbb, mas pode ter certeza, meu desejo é maior que todos eles, mereço”.

À medida que o dia foi passando, seu pedido foi ganhando contornos dramáticos: “Se coloca no meu lugar, imagina se tivesse um desejo louco por algo que nunca conseguisse realizar, me ajuda, por favor”.

Por volta das 20hs, deu-se um fato extraordinário. Boninho respondeu a Camila. E foi cristalino: “melhor desistir… tocar a vida”. A moça, então, saiu do sério: “melhor desistir ‘DEUS DA SABEDORIA’ ai boninho, fala sério, que lições de vida querem dar com o bbb”.

Ainda irritada com o conselho do diretor, a arquiteta observou: “o Roberto Marinho não desistiu e criou a Globo com 64 anos vc acha que eu com 29 vou dessitir, parabéns p quem persiste”.

Sentida, talvez magoada, ela escreveu: “pode ser destino não sei, mas é uma pena me acho uma pessoa excepcional, que pena que não vai poder me conhecer a fundo”. Educado, o diretor respondeu novamente: “Vc pode ser super bacana, muita gente é. Só que a nossa seleção leva em conta fatores intangíveis. Não te desmereci!”

Camila quis, naturalmente, saber que critérios são esses: “gostaria de saber quais são esses fatores intangíveis. comparando aos antigos bbbs, não estou atrás mesmo, me acho muito mais…”, mas desta vez o diretor não esclareceu.

Depois de uma hora ouvindo e, aparentemente, cansado das reclamações de Camila, Boninho escreveu: “Já vi que hoje o povo ‘quero ser um BBB’ está furioso! Bom vou nessa… Não vou conseguir ajudar com 140tc nem 1000! Sugestão, faça unfollow”. E a arquiteta, triste, revidou: “é isso aí manda quem pode obedece quem tem juízo, só que eu nunca obedeci sabe pq, pq sei o que quero para mim.”

Quem sabe no BBB 11…

26 Replies to “O desespero de uma arquiteta rejeitada pelo BBB 10”

  1. Nada contra alguém correndo atrás de um sonho. Mas essa situação não deixa de ser patética. Se fosse um projeto, um MBA, sei lá… Alguma coisa produtiva, eu entenderia a obsessão da Camila. Mas o BBB? Tem cada um que parece até dois…

  2. Poxa vida, Maurício…
    A coisa está tão parada assim para que o assunto seja uma discussão entre uma ex-proto-participante de reality show histérica e um diretor de TV no Twitter?

    Tudo bem, não serei assim tão radical. O trivial – e mesmo o desimportante – também nos completa.

    Mas, entendendo que este “tema” chama a atenção para uma série de coisas (como o fato de as pessoas modelarem seus sonhos e ambições, a despeito de sua formação e seus valores, em função de um programa televisivo), seu post poderia ser melhor explorado, indo além do mero registro. Só assim, fica parecendo site de fofoca.

    1. Mesmo fazendo o “mero registro”, o texto suscitou comentários interessantes, como este seu. Para mim, a missão está cumprida.

      1. Laion, se jornalista não puder escrever sobre a(s) sociedade(s), então não sei mais nada!
        Nesse mundo, não exite “parado assim”. Parabéns pelo texto Mauricio .

    2. A questão não é a fofoca em si, mas o que mais chama atenção nesse texto é fato dessa criatura perder 10 anos da vida tentando aparecer na televisão e falhando miserávelmente.

  3. Caracas, antigamente as pessoas sonhavam em ser médico, bombeiro, jogador de futebol atriz, cantor. Hj neguinho quer ser BBB…
    É por essas e outras que nunca vi e nem vou ver essa desgraça de BBB que inventaram …sugere pra essa moça 1 metro de boa corda !!!

  4. Veja a que ponto chegou o ser humano: a mulher se descabela para entrar no BBB. PQP!!!! Se fosse para fazer um mestrado, doutorado, trabalho voluntário na Amazônia, vá lá, mas partcipar do BBB é demais para a minha cabeça.
    Sonhei, e muito, trabalhar como jornalista em um grande órgão de imprensa de SP. Não consegui, paciência. Se Deus não quis este destino pra mim, o jeito é tocar a vida.

  5. É no mínimo assustador perceber o quanto essa moça parece depositar a felicidade em um reality show. Se ela se inscreveu em todas as vezes, a meu ver, parece uma viciada na ideia de se projetar achando que só dessa forma irá existir… ou mesmo se realizar. Ela mesma reduziu o espaço do brilho próprio confinando-o na casa do BBB, é como se e somente se estiver lá…iria encontrar-se.

  6. Mais uma vez, teoria comprovada: Reality show é colônia de férias para gente desesperada por atenção. Dá um sentimento de vergonha alheia.

  7. O cara que criou o bordão “Sou brasileiro e nunca desisto” terá um caldeirão de lava no inferno o aguardando, depois dessa breve demonstração de vergonha alheia. Pq a moça não usa essa energia toda para pedir doações de sangue, por exemplo?

  8. O ser humano não perde uma pra revelar seu lado mais patético. Pena dessa mulher viu, falta de uma boa trouxa de roupa pra lavar e de bicho de pé pra lhe servir de consolo toda noite.

  9. É por esse e outros motivos menos comentados que nossa maior referência em arquitetura ainda é o Oscar Niemeyer. Burrice devia doer, mas só deprime a quem tem que assistir esse tipo de situação.

  10. Não é questão dela estar depositando todas suas forças nisto ao invés de um mestrado, doutorado, MBA ou o que seja. Ela já tem uma formação, arquiteta ! Só acho que ela não se encontrou na profissão e está desesperada por um novo rumo, e a tv é sempre tão sedutora mostrando pessoas que não tinham reconhecimento em meio a multidão e que de um repente se tornam ícones para muitos. Este tipo de atitude dela só prova o quanto ela merece estar lá por ser tão idêntica a muitos que já participaram e a torna uma péssima escolha por não ter um equilíbrio emocional.
    BBB é algo interessante para analisar comportamentos e linhas de pensamento, assim como perfis de pessoas, mas a “grande massa” assiste a este programa como crianças jogam The Sims.
    Controlar e observar a vida dos outros sempre foi mais divertido, por isto fofoqueiras de bairro existem desde os tempos mais primórdios.

  11. …Bah! essa tal de Camila BBB começou sua fantasia com 20 anos. com 29 ainda não desistiu.a Geisy Arruda Uniban foi + criativa. com um vestidinho brega conseguiu fama estantânea e prestígio. foi contratada pela globo para ser saco de pancadas do Casseta e Zorra Total.Camila, faça como a Geisy. ou visite a redação da Folha e tire a roupa na frente de todo mundo.a irmã da Cláudia Ohana fez isso. ou, me escreva. eu tenho a receita da FAMA. Fama fica em MG, à margem da represa de Furnas.
    Marquês de Casanova

  12. não acho que o texto foi um “mero registro”. ele fala por si. o autor nem precisou interferir. gostei. bem, e essa mulher… sem comentários… patético tudo isso. acho até que o boninho foi paciente…

  13. A “minina” não sentiu a diferença entre insistência e chatisse e criou uma situação ruim pra ela mesmo.
    Ela é “minina”!! Pede pra sair, arquiteta!
    Bah!

  14. kkkkkkkkk Alex . O seu comentário foi excelente.
    Pois é …o Boninho foi paciente e educado porque suportar *65 mensagens* nesse estilo e não dar block , é só para mestre
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  15. Retrato da cultura que tem se criado aqui no Brasil… Não há valor no mérito do trabalho, dos estudos. Aqui, se valoriza a fama e o “jeitinho”…

    E é terrível que nosso presidente (só para citar o exemplo mais emblemático porque infelizmente ele não é o único), que não se cansa de se gabar de como chegou longe sem estudo, como se ele fosse a regra, o exemplo a ser seguido. O exemplo de que o estudo é supervalorizado…

    Não, o exemplo deveria ser de se estudar, trabalhar e vencer. Ninguém quer seguir o caminho. Todos querem atalhos fáceis.

    E é ainda pior a situação dessa “arquiteta”, que teve a oportunidade estudar e prefere se tornar “Big Brother”… Na certa nunca ouviu falar no livro. Pobre criatura. Pobre país…

Deixe uma resposta para Fernando Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *