O lançamento de um livro e a inauguração de uma loja na mesma noite. E daí?

O lançamento de um livro e a inauguração de uma loja na mesma noite. E daí?

Tudo cabe em São Paulo – e essa é uma das grandes qualidades da cidade. Mas não deixa de ser espantoso notar alguns contrastes. Ontem à noite, estive em dois eventos, o lançamento de um livro e a inauguração de uma loja, que descrevo resumidamente a seguir.

Na Livraria da Vila, na Vila Madalena, cerca de 50 pessoas se reuniram para ouvir a jovem escritora Vanessa Bárbara, autora de “O livro amarelo do terminal”, debater a respeito de jornalismo literário com o cineasta João Moreira Salles e o jornalista Matinas Suzuki Jr. O debate foi promovido pela editora Cosac Naify, que está lançando o livro, uma reportagem sobre a maior rodoviária de São Paulo, e mediado por seu editor, Cassiano Elek Machado. Um evento quase espartano, salvo pelo invariável vinho branco servido nessas ocasiões, que atraiu uma platéia formada, basicamente, por jornalistas, editores e estudantes.

Um pouco mais tarde, nos Jardins, compareci a um tipo de acontecimento hoje comum em São Paulo: festa para comemorar a abertura de lojas. No caso, a maior loja do mundo da Diesel, uma marca italiana de jeans, com filiais espalhadas pelo planeta. Foram convidadas 600 pessoas, mas os organizadores avaliavam, no meio da noite, que umas mil pessoas já haviam passado pelo local. Uísque de qualidade, champanhe, cerveja, show de música entre araras de roupas e vários DJs entretinham os convidados – uma série de atores globais, modelos famosas, cabelereiros e gente que aparece em coluna social.

Colocados lado a lado, acho, esses dois eventos falam muito do mundo em que vivemos.

2 Replies to “O lançamento de um livro e a inauguração de uma loja na mesma noite. E daí?”

  1. Mauricio,

    gostei muito da reportagem sobre yôga. Excelente estréia.
    O iG ainda não joferece um RSS para o seu blog?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *