Radiohead: leitores descrevem show de horrores

Radiohead: leitores descrevem show de horrores

Escrevi hoje de manhã um comentário sobre a falta de estrutura e a desorganização do show do Radiohead. Deixei claro que gostei do ótimo show, mas mesmo assim temia que fosse ouvir desaforos dos fãs da banda. Que nada!!! A caixa de comentários do blog lotou com depoimentos de leitores descrevendo um show de horrores ainda pior do que eu vi. Fiz uma atualização no post, às 11h30, chamando a atenção para problemas que eu não tinha percebido, mas resolvi escrever um novo texto, agora à tarde, para dar mais destaque à voz dos leitores.

Um dos maiores dramas, que não enfrentei, porque fui e voltei de táxi, foi vivido por aqueles que deixaram o carro no estacionamento oficial. Há relatos de pessoas que, duas horas depois do fim do show, ainda não tinham conseguido sair do local. Como Ana M., que definiu a sua experiência como uma “bad trip”:

Ninguém lembrou de comentar que na 1h30 de espera não havia nenhuma alma penada para organizar o trânsito dentro do estacionamento? (se tinha, eu não vi) Ficamos todo o tempo sem saber o que estava acontecendo num terreno praticamente baldio com trechos escuros e escorregadios. Certamente essa “bad trip” vai fazer muita gente pensar muitas vezes antes de ir a um show num lugar isolado como a chácara. Santa desorganização!

O depoimento de Victor Ramos também dá a dimensão do horror. Ele optou por um estacionamento “não oficial” e se deu tão mal quanto:

Show dos extremos: extrema qualidade musical, extrema ridicularização e humilhação dos que foram agraciados com a boa música. A saída foi um dos piores momentos que já vivenciei numa multidão: 30 mil pessoas afuniladas, ao mesmo tempo, numa única e pequena saída!!! Por que não abriram as saídas de emergência no fim do show? Pra dar risada daquele monte de formiga se espremendo e passando mal? Tive que pagar 50 reais num estacionamento com chão de barro/lama pra não ter que ficar preso 1h30 no “estacionamento oficial”. Um falta de respeito que só se vê no Brasil.

Mais de um leitor falou de carros arrombados e furtados nas imediações da Chácara do Jockey. Thiago Pellegrini escreveu:

Passei mais de uma hora e meia para ir do Eldorado até o show e perdi o Los Hermanos. Total falta de apoio dos organizadores e da CET. E ainda teve muitas pessoas no estacionamento em que parei que tiveram seus carros arrombados pelos flanelinhas. É duro, mas 200 paus vale pelo show, que foi ótimo, mas o preço da desordem é muito maior.

Ricardo descreveu situação semelhante:

Acho que você teve sorte de não ir de carro. Mas tem uma coisa que precisa ser apurada corretamente. Cerca de 50 carros foram arrombados no estacionamento do show. Levaram de estepes a gasolina. Nem precisa falar que quebraram vidros e tal. A polícia foi chamada, inclusive, mas pouco fez e o roubo continuou noite adentro.

A saída, para quem foi de táxi e ficou até o último bis, foi igualmente complicada. Conta Eduardo Nasi, que também reclama da péssima qualidade do serviço de bar do evento:

De táxi também não foi fácil. Na saída, levamos duas horas e meia para conseguir um. E a “praça de alimentação”. Depois de pagar oito reais por um XIS e esperar por mais de meia hora, minha namorada recebeu um CACHORRO-QUENTE. Porque o XIS, vejam só, tinha acabado.A pizza, outra opção, estava com a massa crua e era montada porcamente.

Daniela aponta um outro problema de logística, não pensado pela organização:

Não havia banheiros químicos do lado de fora do lugar, quem se aventurou a ir em um banheiro teve que recorrer aos postos de gasolina que ficavam perto, no fim do show apenas UMA saída para 30 mil pessoas, um absurdo!!

Nara Alves relata que sofreu um desmaio e foi acudida pelos amigos. Não viu nenhuma equipe de socorro por perto:

Antes do início do show do Radiohead eu tentei chegar mais perto do palco. Não consegui ficar mais de 20 minutos porque estava tão abafado que eu desmaiei no meio da multidão. Apaguei (e não estava bêbada e tinha almoçado super bem!) pela primeira vez na vida. A sorte é que caí em cima do meu amigo, que me segurou. As pessoas em volta deram algum espaço para jogarem água no meu pulso e darem uns tapas no meu rosto. Fiquei um minuto desacordada, sem socorro médico, contando só com a galera em volta. Depois, acordei e fui curtir o show lá de trás… Adorei! Radiohead é demais! Mas fica o registro sobre a falta de atendimento por parte da organização…
.
Por fim, uma moradora da região onde ocorreu o show, também se manifestou sobre o caos e o barulho nas imediações. Eis o que escreveu Rosa:

Pena tanto sofrimento para ver um show. Moro perto do local, nosso bairro é bastante populoso e não sei como eles obtém licença para esses tipos de evento num lugar como este, tivemos que ficar ouvindo música altíssima o dia inteiro, terminou perto de meia noite e os apitos de pessoas que tentavam ajudar na saída do evento só terminaram perto de duas horas da madrugada. Depois de tudo isso saber que pessoas gastaram tanto para poder ver seus grupos de música e não ficarem felizes é muito triste

O blog, evidentemente, está aberto às explicações dos produtores do show e das autoridades municipais (Contru, CET) e estaduais (polícia) que poderiam acrescentar algo sobre esse caos, que manchou um dos grandes eventos musicais ocorridos em São Paulo nos últimos tempos.

110 Replies to “Radiohead: leitores descrevem show de horrores”

  1. ………………………………………………………………………………………………………….
    ……………………………………….Acho que vou te dar
    …………………………………………….um apelido,…..
    ………………………………………………..Mauricio..!?
    ………………………………………………………………………………………………………….
    …………………………………….Qui tal,….muro-stiquer…?
    ………………………………………………………………………………………………………….
    ………………….” o blóg está abérto para explicações dos
    …………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………….PRODUTORES
    …………………………………………………………………………………………………………
    ……………………………………………….do show…”…????????
    ……………………………………………………………………………..
    ……..Depois do que as pessoas passaram lá,…você vem com
    ……………………………………………….esse
    …………………………………………………………………………………………………………
    ………………………………………….. PAPINHO
    ……………………………………..de,……………… ” democrata..”…???
    ………………………………………………………………………………………………………….
    ………………………tóma vergonha néssa CARA,….MEU…!
    …………………………………………………………………………………………………………
    …………………………………………………………………………………………………………

  2. mania de brasileiro falar que tudo “só acontece no brasil” “pouca vergonha que só se ve nesse pais” ….gentinha alienada … no mundo inteiro essas coisas acontecem só não se fica sabendo pq ta cada um preocupado com o seu umbigo e em chingar o pais… o brasil e perfeito o que estraga e a consciencia de algumas pessoas podres que denigrem a imagem geral…vão pra europa vão pros eua (que todo mundo venera) e vão ver qual é ´pior !! que vergonha desse povo brasileiro que só sabe falar mal da propria terra

  3. Pois é… muito show de horrores… nem passou o show na Globo.. e ele nem foram tocar no Faustão. Anota isso tbem Mauricio.
    Ahhh é um HORROR tbem o botafogo ganhar de Duque de Caxias… que Horror!!!

  4. Lamentável como você usa os comentários (escolhidos a dedo) para justificar o seu post. Alterando até mesmo a sua opinião para inserção das opiniões de outros. Já vi isso outras vezes. Lamentável.
    Não o leio mais.

  5. a organização do eveto pecou em diversos aspectos, mas, o pior de todos, foi a quantidade de saídas de emergência ao redor do local, e eu ter após o fim do 1o Bis que fazer praticamente um apelo ( pois estou gestante de 7 meses ) para sair em uma das saídas que era a mais próxima da Fracisco Morato já que na Av Pirajuçarra não havia locais.
    Saída de emergência foi feita para tal e não consigo entender o pq daquele atolamento de gente no final do show com apenas uma saída.

  6. Eu tb estava no estacionamento não oficial em que muitos carros foram arrombados. Pior mesmo foi o caso de outra invasão de terreno pra colocar carros, em que o dono passou no meio do show e trancou os carros dentro.
    Eu tava na 34 DP resolvendo o caso do carro de um amigo e outras pessoas relataram o ocorrido. A polícia não podia fazer nada, pois era uma propriedade privada. Os donos do carro não tinham meios de encontrar o dono do terreno. Os carros com os pneus furados, trancados.
    Realmente é uma pena que essa imagem de desorganização geral do lado de fora tenha que contrastar tanto com um show inesquecível como o Just a Fest.

  7. Engraçado estes comentários só aparecem agora. No show do Iron foi 100 vezes pior !!! Lama, fila para entrar, fila para sair, estacionamento (absurdos R$ 50,00), porém como o público não era o mesmo do Show do Radiohead pouco se comentou.

    Na minha opinião, achei bem mais tranquilo o show do Radiohead, tive algum dificuldade na ida (cerca de 1:30 hs) em razão da distância do local e da péssima informação sobre o evento (se olhar no convite estava escrito Rua Pirajussara, quando na verdade é Av.). A lama, ainda relevo, pois choveu algumas horas antes e não é nada que um bom banho não resolva (tinha horas que era até engraçado ver os pessoal afundando o pé – como eu).

    Também no tocante aos serviços médicos, não acho coerente a crítica, pois eu contei e tinham 5 ambulâncias e 2 postos médicos. Explico, contei pois no show do Iron tinha uma única ambulância para 63 mil e, pasmem, estava no meio do Público.

    Na saída, após o último bis sai tranquilo (fiquei perto do último bar esperando Yellow), tinha bastante gente, mas de maneira geral civilizados. Saída ruim foi a do show do Iron …

    Como tinha deixado o carro em um estacionamento ao lado e na mão certa (Absurdo, neste caso, ser o show no local onde foi, sem local para estacionar na rua e o pessoal cobrando R$ 50,00 !!!), em menos de 30 minutos estava em casa (Perdizes).

    Mas acho que estes shows valem de alerta … Fujam de locais distantes e sem nenhuma infra- estrutura – Agora só quero ver o Kiss ….(mesmo produtora do Iron).

  8. riri,

    Moro ha cinco anos na França, e nao é assim que acontece aqui. Quando eu fui no festival Rock en Seine, que acontece todos os anos à beira do rio Sena, no suburbio de Paris, a organizaçao foi muito boa. Era um grande parque, sem lama, com grandes portas de entrada e saida, segurança visivel, bebida a preços aceitaveis (ok, um pouco mais caros que no supermercado da esquina, mas nada desesperador). Havia acesso de metrô e a companhia esticou os horarios e colocou mais trens em circulaçao. Estava apertado, mas nao demorou mais do que meia-hora pra sair do local, sem grandes dificuldades.

    E o ingresso custava quarenta e cinco euros. Shows principais da noite em que eu fui eram White Stripes e Chemical Brothers.

    Nao endosso esse discurso de “nao adianta, é assim mesmo, tem que saber e se prevenir”. Podemos e DEVEMOS fazer pressao pra que esse tipo de coisa mude. Uma organizaçao desse tipo é irresponsavel!

    Quanto ao preço, é um ROUBO, mesmo se as condiçoes tivessem sido excelentes.

    Metallica em Paris agora em maio custa 55 euros (lembrando que as pessoas aqui ganham em euros, entao seria o equivalente a pagar 55 reais por uma entrada inteira!!). Foo Fighters ha dois anos foi o mesmo preço. Queens of The Stone Age, System of a Down, Fiona Apple, etc, etc, tudo o mesmo preço mais ou menos.

    Leis mais rigidas e boicote!! Essa é a soluçao!

  9. Alguma dúvida ?!?!
    Qualquer alvará para um evento que aconteça fora de uma casa noturna (que já possui alvará) é emitido 1 dia antes do evento…
    O motivo é óbvio: a prefeitura vai até o local, avalia segurança, infra-estrutura, segurança, etc.. etc.. etc..

    Se o show de horrores foi tão descarado assim, certamente era previsível, e se era previsível alguém poderia ter tomado uma providência…

    Se não houve providência só pode ter sido por um motivo: CORRUPÇÂO…

    Alguém molhou a mão de algum fiscal…

  10. Sobre o cometário de “riri” e “fábio”. Esse é o mal do Brasileiro, pagar caro, ter pouco retorno e achar que é normal, por isso existe tantos políticos corruptos nessa m****. Sabem quem deve estar rindo agora, os pessoal da MCT, BRASIL1 E PLANMUSIC, uahuahhaa… cambada de otários, pra que gastar mais com a organização, esses babacas fanáticos nem irão ligar, mais lucro pra gente! Continuem assim pessoal porque logo também irei abrir uma empresa de eventos e quero idiotas como vocês nos meus eventos, conto com a ignorância de vocês, até lá! ;D

  11. GENTE O RADIO HEAD É BAUM MEMO.ELES CANTAN AQUELA MUSICA….

    CHORA ME LIGA EMPLORA………

    UHUHUHU SOU FA SE VOCÊS.

    A GABI E EU FOMOS E SAMBAMOS PRA KARAMBA.

  12. Pensei que fosse só a MONDO com o show do Iron Maiden que foi igualzinho. Uma multidão para uma única entrada / saída Essa é a famosa economia porca. Não vou mais em nenhum show organizado pela MONDO e pela MCT.

    Eu me senti em um campo de concentração marchando para a câmera de gás. Que me desculpe meus amigos judeus.

  13. Já ouvriram falarque existe um tal “corpo de bombeiros” para vistoriar essas áreas antes do seventos?
    Será que ficaram esperando para que houvesse um acidente para depois aparecer e dizer que não tinham nada a ver com a história?
    Um absurdo conseguirem autorização para realizar um show em um local com apenas uma saída e mais de 30.000 pessoas?
    Cachorrada, ganância, irresponsabilidade e excesso exagerado de confiança que tudo correria bem. Vale um bom processo por danos morais.

  14. Esse é o Brazil, zil, zil, preços escorchantes e serviço de merd* . E tem quem pague mais de 200 reais para ser tratado como gado. Fora ter que pagar 50 paus para parar o carro na rua e ser roubado…..Viva o brazil, zil, zil…..kkkkkkk….país de favelados miseráveis.

  15. bem feito bando de playboyzada 200 reais ppor essas merdas tem mais é que se ferrar mesmo hahahaha to rindo muito aqui hahaha

  16. os organizadores deviam tomar um curso aqui em SSA/Ba. com o
    pessoal que organizam o festival de verão aqui, em termos de
    qualquer evento tanto os organizadores quanto a policia e a
    prefeitura aqui de multidão eles sabem.

  17. o Brasil é um lixo, tem q se conformar, se vier o Lula aqui falar algo vai mudar alguma coisa? acho q não, vamos ser tratados como cachorros até o fim, até que aconteça uma tragédia.

    e teremos uma copa do mundo ainda….

  18. Foi a primeira vez na vida que me aconteceu algo tão aterrador. Sair do melhor show da minha vida e dar de cara com o quinto mundo na saída. Sorte que não fazia frio! Sorte que não estava chovendo! Sorte que não fomos assaltados! Porque ficamos cerca de três horas esperando por taxis, após cerca de cinco horas de pé, assistindo o show. O afunilamento absurdo na saída foi assustador. Sai rezando para não acontecer nenhum tumulto ou confusão, pois estávamos todos presos, por mais de meia hora, naquele corredor. Qualquer confusão teria sido um massacre. Agora, sair e ver que na maior e mais rica cidade do país não tinha, sequer, ônibus para tirar as pessoas daquele lugar extremo da cidade, foi surpreendente. Nessas três horas de espera, andando para sair do tumulto, passou um único ônibus lotadíssimo, e pequenas vans ainda mais lotadas. Uns pouquíssimos taxis clandestinos que aproveitaram para abusar do preço. Estamos acostumados a ir a esses grandes eventos de transporte público, pois dizem que é a decisão mais acertada. Não foi dessa vez. Saber que, quem foi de carro também se deu mal, desanima ainda mais. Saber que no show do Iron Maiden, ainda maior, o caos foi pior, revela que não dá mais para arriscar ir a um lugar desses. E eu costumava dizer que, em São Paulo, tudo funciona… Tola arrogância!…

  19. Pelo jeito chegaram perto da organização do show do Maiden…, mas sinceramente se esses dois já foram assim, não quero nem ver como será o do KISS. Se bem que teoricamente o Anhembi é muuito melhor que os dois lugares escolhidos… Ah, e ouvi falar que alguém morreu no show do Wailers…

  20. Não fui no show, passei. Passei meu ingresso adiante, porque é uma bestialidade arriscar minha integridade física, psicológica e emocional para ouvir música. Música deve ser fonte de prazer e não de estresse. Agora, tem uma coisa que é típico de brasileiro: reclamação vazia. Brasileiro evita atitude como o diabo certamente evita a cruz. Ele reclama do político, mas vota nele; reclama dos preços das coisas, mas compra assim mesmo (dividindo em mais prestações e pagando cinco vezes o valor da bagaça)… Brasileiro precisa aprender algo com as nações mais ricas, ATITUDE!!!

  21. —————————————————————————————————O cara que perdeu o show dos Los hermanos deveria agradecer a (des)Organização do evento por te-lo poupado daquela bosta.——————————————————————————————–

  22. E esperem a Copa do Mundo e as Olimpiadas (rsrsrsrs) para ver o que te espera. Coitados dos gringos que vierem pra ca assistir. Nunca mais voltam pra esta merda de quinto mundo.

  23. NÃO ADIANTA RECLAMAR DA ORGANIZAÇÃO, PQ ENQUANTO HOUVER PÚBLICO ISSO NÃO MUDARÁ!!!

    GOSTO NÃO SE DISCUTE, MAS PENSEM DE FORMA MAIS AMPLA…

    ONTEM NO PACAEMBÚ, APÓS UM JOGO TRANQUILO A POLÍCIA AVANÇOU SOBRE A TORCIDA DO SANTOS (que era minoria) E BOTOU PRA FORA DO ESTÁDIO NA PANCADA.

    SÃO DOIS ESPETÁCULOS COM ORGANIZAÇÃO PRIVADA, PQ O ESTADO ATRAVÉS DA POLÍCIA ESTÁ PRESENTE EM UM E NÃO ESTÁ NO OUTRO? DE FORMA ALGUMA.

    É DE SE PENSAR…

    AUMENTAM OS PREÇOS DOS INGRESSOS PARA SELECIONAR PÚBLICO, MAS NÃO REPASSAM NADA DO SEU LUCRO PARA MELHORAR O ATENDIMENTO A QUEM OS SUSTENTA.

  24. pessoal, comprei 2 ingressos, um de meia entrada,e um normal, fiz uma viajem de 200 km numa moto 125cc, fui pro show de carro pois meu primo me levou e me buscou, cheguei as 18hrs e fui procurar um lugar legal pra ficar…encontrei…não sai de lá nem pra mijar pois sabia q se saisse não voltaria…geralmente grandes shows são assim vc tem q saber chegar e saber sair..realmente a falta de organização do bar estava péssima…pouca gente pra trabalhar e sem marcações de fila mas o motivo principal foi o Radiohead q fez um puta show e mostrou mais humildade do que aquela porcaria de Los hermanos…vou em show desde os 13 anos de idade qdo vi guns and roses…aprendi muito desde então…se alguem me pergunta se o show do radiohead valeu a pena eu vou dizer só uma palavra: MUITOOOOOO!

  25. Sabem quanto custou esse show para meu primo? Custou R$ 1.270,00 (por baixo). R$ 200,00 (ingresso)+R$ 50,00 (estacionamento)+ R$ 120,00 (vidros laterais do carro)+R$ 300,00 (radio roubado)+R$ 600,00 (dois pneus rasgados) = Total R$ 1.270,00, sem contar o refrigerante, o sanduba, a gasolina até a DP, o mico de esperar para fazer BO, o taxi que o levou para casa, o guincho e o serviço para colocar o carro para funcionar. Quer saber … NÃO VALEU A PENA. NINGUÉM MERECE ESSE TIPO DE COISA.

  26. Venho reparando que a sua implicância pelo menos com o Los Hermanos não é de hoje.Desde quando foi confirmado sua abertura no show do Radiohead que vejo posts neste blog dizendo que seria o retorno de uma banda fracassada,que eles estariam entrando no sistema e tals.Como todo evento que acontece no mundo,pode haver falhas !!!Lembrando também que a banda não estima uma volta oficial,mesmo porque não acabou.Então POVO BRASILEIRO,antes da alienação de vcs,aprendam a ler,interpretar e dominar o assunto pra depois levantar críticas!!!!

  27. Não fui ao show mesmo por que moro em Fortaleza, li todos os comentários a respeito deste show. Opinões contraditórias, apesar de ter ido ao mesmo show, vejo pessoas revoltadas, outras dizendo, é isso mesmo. Gostaria de dar minha opinião, já fui a muitos shows no mundo inteiro, nunca vi uma desorganização, pelo contrário gostaria que fosse mais descontraido, tudo muito certinho, nada dá errado. Aqui no brasil é assim, as pessoas não são exigentes, deveriam ser. O que falta é a cobrança que não é feita, tudo se faz e ninguem reclama de verdade, que tal processar os organizadores por danos morais e materiais? Pense nisso.

  28. bem feito pra vocês… pagar cerca de R$ 200,00 fora os extras pra ver um show de uma banda nem tão famosa, mas que a imprensa (no geral) ficou falando o mês inteiro como se fosse o maior evento da história, alienando a todos com essa porcaria de crítica pretenciosa, sendo que a maioria dos que foram ao show não conheciam nem uma música sequer, tem que se ferrar… me digam 5 músicas do cabeça de rádio que fizeram sucesso nos últimos dez anos… a modinha é ir em peso pra se drogar e tomar muita cachaça, além de arrumar encrenca (para alguns playboys otários). bem feito

  29. Não fui no show do Radiohead, mas achei que o lugar não ir ser legal para esse tipo de evento.
    No show do Elton John a desorganização foi tão grande no Anhembi que fiquei duas horas na fila e perdi o show de abertura.
    E agora descubro que o show do Oasis que quero ir vai ser de novo no Anhembi, ou seja, outro show de horror para entrar e outro para sair.
    Até quando todo mundo vai pagar caro por ingresso e não vai entrar com processos contra as empresas que organizam esses espetáculos?
    Me arrependi de não ter feito isso no show do Elton John, isso aconteceu com o do Iron Maiden há duas semanas em Interlagos, que ainda bem que não fui.
    Se rolar de novo no do Oasis com certeza vou processar.
    Precisamos parar de reclamar e agir!!!

  30. Eu não fui ao show do Radiohead, mas passei pela mesma situação no show do Iron Maidem e em outros realizados em locais abertos, o que indica que esses prolemas se tornaram frequentes. O que se nota é que não há nenhuma fiscalização sobre o trabalho das empresas que organizam os shows, que se preocupam somente em arrecadar o máximo possível, sem oferecer uma contraprestação adequada.

  31. parabéns pra MTV que consegue fazer exatamente como a Globo: formar a opinião de gente que se acha inteligente, e tal… os brasieliros têm que “tomar na tarraqueta” mesmo… agora, façam isso de novo em outro show de banda ou qualquer pessoa famosa, tipo “Björk” (que é outra porcaria que a mídia chama de espetáculo), dando dinheiro para os que e se matando pra ver duas ou três músicas que já tocaram uma ou duas vezes nas rádios… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  32. So tenho uma observação….BANDO DE EMO…….
    ainda bem heavy metal não existem mocinhas para escreverem blogs de HORRORES ….so faltou reclamar que não tinha leitinho desnatado e tapetinho vermelho no estacionamento…..chora cambada……

  33. Sobre isso que aconteceu lá ontem, não me surpriende, no Dave Matthews Band foi a mesma coisa, o mesmo estacionamento e a mesma desorganização. Levei por volta de duas horas pra sair do ‘estacionamento oficial’ tbm. No Radiohead, mais escolado, aluguei uma Van com amigos. Foi de boa. Nem vou comentar nada sobre só colocar PAs só na frente do palco.

    Sobre o Los Hermanos, tbm gosto da banda. O que eu não acho que tem o menor sentido é colocá-los lá, com Kraftwerk e Radiohead. Já trabalhei em rádio por um bom tempo, uma FM bemmm conhecida daqui de SP, e confesso que antes o jabá ainda seguia um certo critério, isso eu nunca tinha visto. Imagina se a moda pega? Vc vai no show do Herbie Hancock e a gravadora dá um jeito de colocar o NX Zero e o Fresno pra abrir. Valha-me Deus… G-Zus!

  34. Pode parecer coisa de brasileiro metido à besta, mas depois de duas edições do coachella que tive a honra de ir, não vou mais ver shows no Brasil. Minhas últimas experiências foram o TIM, cuja água acabou às 2h, e o Skol Beats, que deu lotação máxima, e algumas pessoas foram pisoteadas. Doeu meu coração não ir ver Radiohead, mas pagar R$ 200 para ser desrespeitado é demais.

  35. A verdade é uma só brasileiro reclama reclama reclama e fala mal do País. Eu questiono quem é o País? Até quando essa choradeira e nenhuma atitude? A banda é excelente o show foi perfeito. Se você teve seu carro arrombado a culpa foi sua que escolheu um estacionamento irregular. Se não tinha condução você se informou a respeito antes? Se a organização foi uma m#@$&*, o que você procurou saber do lugar e dos organizadores antes? Acorda gente, pagar 50% de um salário mínimo para ver um show tem que ser muito bem analisado antes. Mesmo pra quem acha que esse valor não paga nem um cafezinho. Minha dica boa analise e boicote se necessário.

  36. Bem eu preferi assistir ao show de casa mesmo na multishow, sem lentidão, roubo, fome, e todas as atrocidades executadas.
    O povo tem que boicotar esses show, pois sempre terão a mesma “infra estrutura” se continuarem indo.
    Tem que impor respeito, pois isso é de uma falta de respeito tremenda, fora a grana que é gasta…

    Abraços

  37. Sinceramente, não sei porque vocês continuam teimando em fazer shows em São Paulo. No show do Iron Maiden, o que ouvi de reclamações sobre o autódromo de Interlagos dava para escrever um livro. Enquanto eu assisti a tudo de forma perfeita na Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro. Agora o Radiohead, que está pipocando de problemas da localização do show e tal, enquanto um amigo meu que esteve no Radiohead, também na Apoteose não teve uma vírgula para falar do show. Então me questiono o porque de ainda insistirem em fazer shows grandes em uma cidade que não tem a mínima possibilidade de recebê-los.

  38. Isto é bom para que os “macacos”aprendam que não devem idolatrar os estrangeiros, e sim vizar mais os artistas brasileiros, porque se fosse na terra deles SERIA O MAIOR SHOW DO MUNDO. Para quem gosta de aparecer “culto” foi uma boa lição.APRENDAM .

  39. Ué quem gosta de Radiohead não é chegado numa deprê? Ficar se queixando dos “horrores” deve estar deixando esse pessoal em êxtase…

  40. Assim que chegamos no “estacionamento oficial”, meu marido e eu levamos o maior susto! Primerio pelo valor de 35 reais em um terreno cheio de barro… Mas nao tinhamos outra opcao. Fomos obrigados a deixar o carro numa ladeira la’ no fundo do terreno; reclamamos da falta de estrutura e eis o que eles disseram: – “Se nao tivesse esse terreno aqui, a Chacara nao teria licenca para fazer este evento, nao teria sido aprovada”. Agora me diz uma coisa, os organizadores aprovaram aquele terreno como estacionamento???
    Enfim, no final das contas, nos nao ficamos para o “Bis”, ja’ imaginando o caos que seria para ir embora. Entao, deixamos de ver e ouvir, ao vivo, a tao esperada Creep, para chegarmos antes ao estacionamento e dar de cara com nosso carro coberto, inteirinho, por uma poeira vermelha e todo rabiscado. Senti-me um tanto desapontada com tudo isso.

  41. Ontem vi o show pelo Multishow e fiquei pensando que devia ter MUITO ido.
    Mas lendo isso dá até pra ficar contente de ter ficado em casa.

  42. Fui aos dois shows (Just e Iron) e o que se viu foi exatamente a mesma coisa: ingressos caros e infraestrutura precária. Nem tanto pela chuva, pois já conhecia os locais de outros shows, e sabia que se chovesse o caos se instalaria. O que mais me deixou indignado foram os acessos na saída. Em Interlagos (Iron) levei 01h15 e no Just uns 45 minutos, onde perguntei a um bombeiro por que os acessos de emergência estavam fechados e se ele não via que o risco de um acidente naquele maldito corredor era enorme. Como resposta, ele disse que todos haviam entrado por ali e que não via necessidade de outros acessos. Rebati dizendo que ele se esquecia que as pessoas haviam entrado das 14h00 as 21h00, e que na saída as 30mil pessoas saiam todas juntas. O bombeiro acabou levando uma sonora vaia e eu quase acabo sendo enquadrado por desacato.
    Como diria nosso saudoso Chico Science… “da lama ao caos, do caos a lama”

  43. Não quero ser tétrico nem fúnebre, mas … já pensaram se na saída daquele jeito, alguém gritando FOGO !! ? ..na saída o povo ia virar uma massa prensada igualzinho fabricação de sabonete ou linguiça …
    Nesses eventos, a segurança fica prá discutir depois …e ainda reclamam da irresponsabilidade de adolescentes …

  44. O problema não está no Brasil mas em São Paulo. Aqui no Rio os Shows na Apoteose foram tranquilos. Fazer show em autódromo, Chácara, Sítio? Tá doido cara. Manda construir um local adequado para eventos. Deixa Interlagos para a Fórmula 1 e o sítio para retiro de igreja. Tá louco meu irmão.

  45. Gastar R$200,00 é muito, eu pergunto para os brasileiros:

    Dá pra encher [PETROBRAS]o tanque com 200,00 e ainda comer um Xis todo mal feito?

    Se é aqui no EUA comemos Big Mac e jogamos os dejetos nos brasileiros. Eu sei que eles gostam . . . Podemos jogar no PIrajussara ! ! Opâ . .desculpa: Corrego Pirajussara!

  46. isso é o retrato do Brasil, muita gente quer ganhar dinheiro sem investindo o mínimo possível ou quase nada.

  47. Não tive problema algum para ir e nem para voltar. Fui e voltei de helicóptero! Como tinha conhecimento de uma saída e entrada mais reservada também não passei por sufoco. No entanto, acho que se não estamos satisfeitos com o serviço prestado, devemos procurar nossos direitos e não reclamar apenas.
    Abraços, estou retornando hoje para Mônaco, aqui tudo funciona!

  48. Tô vendo um monte de gente reclamar sobre a organização do evento, estacionamento e até do jogo Corinthians e Santos. O negócio é o seguinte: isso aqui é o Brasil, sempre foi assim, e não é com uma reclamação em um blog que vai mudar alguma coisa. Se essas pessoas acham que foram penalizadas de alguma forma, que provem e vão buscar seus direitos de consumidor na justiça.
    Tem mais, eu fui ao show e não presenciei nada disso. Parei num estacionamento 50m antes do estacionamento oficial, esperei o povão ir embora e saí tranquilamente depois de 20 minutos que acabou o show. Há pessoas que não tem inteligência para poder frequentar eventyos públicos. Se você acha que tudo é organizado como em seu quarto , é simples: não saia dele, pois a partir do momento que o faz qualquer coisa inesperada pode acontecer, ainda mais quando estão evolvidas 30 mil pessoals no processo.

  49. Sr. Maurício, vamos ver se você tem “bolas” de colocar esse post discordando da sua opinião, pois sei que qualquer jornalista ODEIA ser contrariado, ainda mais quando acha que sua pauta é boa. E lhe digo, não é.

  50. As bandas entraram na hora certinha, o som estava ótimo… eu pensei comigo mesmo: “será que a organização do show vai deixar isso por isso mesmo? não vão fazer nada???” Mas é lógico que o melhor estava guardado para o final! Meia hora pra descer uma rampa, duas horas pra sair do estacionamento, ninguém para prestar esclarecimentos. YES!!! Mais uma vez cumpriram com o que o público brasileiro espera: aquela deliciosa sensação de ter sido violentado.

    Mesmo assim, valeu 100% a pena ter ido. Não ia conseguir dormir tranquilo se tivesse perdido esse show histórico. Aos que falam, “ah, enquanto tiver público, vai ter isso” – o quê, eu espero uma banda vir pro Brasil por mais de 10 anos, e não vou ao show?

    Agora, esse foi o último show que vejo no Brasil. As bandas que me faltam ver antes de morrer não vão vir pra cá, mesmo…

  51. A unica coisa com que concordo é que deveriam ter aberto as saidas de emergencias no final do show.
    no mais, só coisa de zé mané!
    “Bilhante” ideia de ir de carro a um show naquele lugar! SEMPRE dá problema… E, como falamos de SP, sempre tem engarrafamento, ainda que no estacionamento. Todo mundo querendo sair no mesmo horario, não tem jeito, galera! Vcs enfrentam isso todo dia e não aprenderam ainda
    tsc tsc…

  52. Tô vendo um monte de gente reclamar sobre a organização do evento, estacionamento e até do jogo Corinthians e Santos. O negócio é o seguinte: isso aqui é o Brasil, sempre foi assim, e não é com uma reclamação em um blog que vai mudar alguma coisa. Se essas pessoas acham que foram penalizadas de alguma forma, que provem e vão buscar seus direitos de consumidor na justiça.
    Tem mais, eu fui ao show e não presenciei nada disso. Parei num estacionamento 50m antes do estacionamento oficial, esperei o povão ir embora e saí tranquilamente depois de 20 minutos que acabou o show. Há pessoas que não tem inteligência para poder frequentar eventyos públicos. Se você acha que tudo é organizado como em seu quarto , é simples: não saia dele, pois a partir do momento que o faz qualquer coisa inesperada pode acontecer, ainda mais quando estão evolvidas 30 mil pessoals no processo.(2)

  53. Pois é, saiu bem caro o show pra mim. Comprei o ingresso via internet por R$ 240,00… tb tive meu carro danificado no estacionamento (não oficial), vai sair mais R$ 300,00 para consertar a porta já que destruiram o miolo da fechadura do meu carro para tentar abrir, POR SORTE não conseguiram, infelismente outras pessoas não tiveram a mesma “sorte” e até gasolina e estepes foram roubados…

    Pra completar, você tinha um banheiro sem luz, os bares eram muito mal localizados, para tomar uma bebida você precisava andar muito… ou seja, esqueça um bom lugar. Para não ter que sair do lugar vc optava por cerveja ou água dos isopores de vendedores que passavam a pé, mas eles cobravam 6 reais na cerveja e 5 na água de 300ml… no bar a água custava 3 reais e a cerveja 5…

    Enfim… Brasil… nunca mais pretendo ir a nenhum show na Chácara do Joquei, nem de carro, nem de taxi… fica a lembrança de um show ótimo, prefiro não lembrar de todo o perrengue que passei nem do transtorno com meu carro, já que hoje estou a pé pois tive que deixar o carro na concessionária consertando e pego ele devolta somente amanhã.

    Não adianta ficar aqui reclamando também, estou aqui só para falar um pouco do que aconteceu, para que as pessoas fiquem atentas em um próximo show ali naquela região…

    Abraço,
    Rodrigo

  54. O show foi muito bom!!!!!!o grande problema foi a localidade…concordo que teriamos que ter um local mais adequado
    para shows em São Paulo,fui muito bem atendida na praça de alimentação e no bar,o grande problema também é que tem um pessoal que não tem paciência para esperar e começa a fazer pressão no pessoal que estar atendendo chegando ao ponto de ficar xingando o pessoal,tem que ter respeito né gente…

  55. galera a melhor coisa nesse caso é não ir ao show,não pela banda independente de ser iron maiden ou rediohead ou simple plan, até essa gente tratar as pessoas com digninade e respeito.

    É a mesma coisa quando vc vai ao estadio assistir um jogo de futebol,vc chega no guiche e não tem ingresso para arquibancada verde,vc paga mais caro para ir na amarela,chega na amarela a verde está com varios lugares vazios!

    É uma vergonha!

  56. Cara, quando tu vai acertar? Definhando um show ja, ideologicamente tido como impossivel, e o RADIOHEAD acertounTODAS AS Cartas,

    Mauricio, exitem criticos e criticos.
    E voce ta sendo errado mesmo sem lado, cara.
    Viu o show???
    Nada. Demagólogo.
    Se cuida.
    e afinal, quem te banca aí???
    porque tu é um lixo, numa boa…. ve se melhora.

  57. É assim mesmo! O povo bota é pra lashkar!!!!!

    Huahuauhahahauhauhauhauha!!!!!

    Minha gente, baixem da net os albuns completos, deitem-se e ouçam na “segurança do lar”!!!! É melhor do que sair de casa e pagar muito dinheiro so pra ter aborrecimento!!!!!

    Quem ganhou com tudo isso?? hein???
    O Radiohead, é claro!!!! Cantou, cantou, recebeu a grana e foi-se!!!!!!! Enquanto vcs, cambada de mané que so forma pra dizer que foram pro show tão ai, se reclamando!!!!!!!

    QUEM SAI NA CHUVA É PRA SE MOLHAR!!!!!!

  58. Xingar com CH é dose. Aprenda a escrever antes de postar um comentário.
    Organização péssima, desrespeito total com quem pagou 200 reais. O melhor esquema é o boicote a esse tipo de evento quando for “organizado” por essa turminha.

  59. O show foi maravilhoso,como qualquer show bom do Radiohead.
    Mas,a organização ruim é só aqui mesmo.O Brasil não respeita os shows internacionais.Como,por exemplo,vê se algum show do Roberto Carlos dá um problema desses?Mas,quando é Radiohead ou qualquer um desses a organização é PÉSSIMA!
    Radiohead 10,Organização 0.

  60. Caros amigos, nao pensem que esses problemas que vcs enfrentaram no show do Radiohead foi culpa da ma organizaçao brasileira nao. Nao se sintam iludidos de que eh somente no Brasil que essas coisas acontecem. Fui no show do Radiohead em Sant Louis nos EUA ano passado e a situaçao foi ainda pior. Tentamos chegar no show pelo menos 2 horas antes e infelizmente quilometros antes do local ja havia um congestionamento gigantesco a nossa espera. Ficamos na fila de carros mais de 2 horas antes do show, quando conseguimos entrar pagamos uma fortuna tipo 50 dolares para deixar o carro suuper longe do local porque nao dava mais para esperar se nao iriamos perder o show. Andamos o restante do caminho, mais ou menos 30 minutos e quando entramos o show era em um gramado pura lama, ja estava lotado e mais parecia um palco daqueles shows fuleiros no Brasil que so vai povão. Perdemos a primeira musica, claro, devido ao trânsito. Na hora de ir embora, foi a mesma historia, mas ficamos dentro do estacionamento dentro do carro por mais ou menos 4 horas e tambem nao apareceu nem uma alma viva pra organizar o trânsito e nem para informar o que tava acontecendo. Para finalizar, não culpem o Brasil por essas coisas, pois todo país eh igual e infelizmente se vc quer ir em um show muito famoso tem que ter paciencia e amar muito a banda.

  61. DESORGANIZAÇÃO TOTAL… POR ISSO QUE VOU SOMENTE EM SHOWS UNDERGROUNDS .. SE FOR PRA TER DESORGANIZAÇÃO TOTAL QUE SEJA UMA QUE DÊ PRA AGUENTAR!!

  62. Maurício, será que a b***a da MCT e da Planmusic Entretenimento, sabem o que é evento? Sabem que 30.000 pessoas não podem ser atendidas por 2 bares sem mantimentos, por 8 funcionários cada, ou seja 16 funcionários medíocres pra atender 30 mil pessoas, 2 mil pessoas atendidas por um únco funcionário. Isso nem foi o pior, o evento em si, a multidão querendo entrar, sair, ir ao banheiro, empurra-empurra e é Brasil, eta lugarzinho bom pra se morar… Que todos os 30000 pagantes pagarão apenas 100,00 já seriam 3 milhões de reais, mas pelo menos 30% pagou 200,00… pra ficar na lama, pra terem seus carros destruídos pelos maloqueiros de plantão do evento, para ver o telão do show principal falhar gravemente, para verem que as caixas de som contradas para o evento não atingiram a necessidade do mesmo, para você ser tratado como b***a pelos atendentes contratados da MCT, que falavam: “Se quiserem cerveja, ta quente e não estamos nem ai, rindo” Poderia falar isso o dia inteiro. Mas só pra finalizar no site do evento informavam a calúnia 800 taxis cadastrados, sendo que a única coisa que existia era um bando de mercenários que usavam o discurso: “É igual ao da madonna, 100 reau até a paulista” … E as 3 mil vagas que eles informaram no site foram as irregulares nas garagens locais que sofreram destruição…. Cade eles? O que podemos fazer?

  63. Também achei ruim a estrutura do evento. Primeiro eles desviaram o trânsito da Francisco Morato para a Pajuçara, o que gerou um engarrafamento terrível. Mesmo tendo ido de carona (de carro), a pé percorri mais rápido os três últimos quilômetros. Outro problema foi na saída. Um caos, simplesmente porque NÃO abriram as saídas de emergência. Elas servem para que mesmo? As barracas de comida e bebidas também caóticas. Passei um tempão na fila de uma delas tentando comprar fichas de cerveja e acabei perdendo a abertura do show do Kraftwerk. E outra (esta é quente, fonte segura): soube que os organizadores cadastraram apenas 5 mil taxistas para o evento. Resultado: eu, como muita gente, andei cerca de 2h (da 0h30 às 2h30) pela Francisco Morato até encontrar um táxi livre, pois eles só liberaram a circulação dos demais carros depois que os 5 mil apanharam seus passageiros. Um absurdo. Não volto mais à Cháraca do Jockey, seja quem for tocar lá. Bom, felizmente o show do Radiohead foi extasiante e, quando penso naquela noite, só quero lembrar da performance do Thom York. Resolvi deixar os problemas para trás.

  64. 5 Reais a água em copo? Praça de alimentação e banheiros lá na casa do chapéu? Se baixa a pressão do cabra ele ta fudido, ou ele enfrenta o mar de gente para não morrer e paga 8 reais num lanche, ou ele assiste o show expremido, lá longe na puta que pariu, rezando para não desmaiar.
    Ficar falando de como foi o show do Radiohead não é o caso, quem curte sabe que as apresentações são únicas e espetaculares e quem realmente sabe o que representa o Radiohead, inclusive o Kraftwek na cena musical, entende minha indignação quanto a porcaria da infra-estrutura.
    35 mil pessoas num lugar que comporta 35 mil pessoas? Nem mais, nem menos? Curtir os shows esperando um ventinho bater na cara para repirar é uma puta duma sacanagem. “We are the robots”, posicionados em quadrados mínimos, batendo os pés, nada mais que os pés, curtindo a banda dos sonhos, iguais sardinhas enlatadas. E a saída? Woodstock contemporâneo? Acho que essa não é a pegada prum show do Radiohead, tem gente que sabe do que eu to falando, tem gente que não.

  65. Uma bela apresentação do Radiohead. Uma banda criativa e que faz do rock uma arte, muito além dos simples riffs de guitarras de muitos supostamente chamados de …
    A organização é algo que já sabemos a sua essência: acumular o vil metal, simplesmente.
    Portanto, nenhuma novidade.
    Resta-nos, para além da indignação, ação.

  66. Mauricio,

    Escrevo apenas pra deixar registrado que aqui no Rio de Janeiro o show do Radiohead, na Praça da Apoteose, transcorreu sem grandes problemas. O local é de fácil acesso pelo Metrô, que, num ato de bom senso, montou um esquema especial para o evento. As estações ficaram abertas até 1 hora depois do show. Quem optou pelo transporte público pra ver a banda inglesa não se arrependeu. Numa cidade tão maltratada como o Rio é bom saber que de vez em quando algumas coisas funcionam. Ah, sim, o show foi ótimo, claro!

    Um abraço.

  67. Acho que a manchete “Planet Fest é um grande foda-se para o público” está mais do que perfeita!! Os shows foram ótimos, mas a infra estrutura não poderia ser pior. Nem vamos comentar sobre os preços EXORBITANTES da água, cerveja ou pizza. O show de horror foi mesmo na saída. Conseguimos chegar em casa quase TRÊS HORAS depois do show ter acabado, pois não havia ônibus nem táxis o suficiente para atender o pessoal… Ficamos andando naquele lugar super agradável que é Francisco Morato e pudemos presenciar dois assaltos acontecendo. Foi terrível, quase o suficeinte para esquecermos tudo de bom que havia acontecido lá dentro.

  68. Durante o show dos Hermanos aconteceu uma briga envolvendo várias pessoas entre homens e mulheres, a garota ensanguentada não sossegava e apanhava cada vez mais, isso tudo perto da torre com segurança e ele nem “tchum”.
    Os Taxistas ditos como CREDENCIADOS ao evento com adesivo no pára-brisas e tal, eram uns verdadeiros criminosos enganando meio mundo com suas voltas mirabolantes antes de chegar ao destivo final.
    O estacionamento, sem comentários.
    A Avenida interditada e nenhuma outra via mais fora aberta.
    Comida.. nem me arrisquei, só pela aparência sabia que era péssima.
    Banheiros.. Urghh..
    Hahaha nem carteira de estudante foi pedida na entrada, se o pessoal soubesse poderia ter pago um preço mais digno ao invés de 200 paus.
    Bom.. resumindo, é aquela velha história o show, o melhor possível, o festival o pior possível.
    Esse pessoal deveria se espelhar na organização no PLANETA TERRA que , mesmo com seus defeitos, é muito bem organizado..

    PLANMUSIC NUNCA MAIS

  69. Eu espero que essa notícia corra mesmo, que chegue pra todo mundo e que todos vejam o quanto nós somos otários.
    Eu sou um idiota, principalmente porque paguei um bom bocado de dinheiro numa organização de merda!

    O show foi muito bom, mas não conseguirei ouvir radiohead durante uns dias de tão puto que eu estou com esse evento.

  70. Oi Maurício,
    E ainda vale lembrar que o show só começou na hora pq estava sendo transmitido ao vivo pelo Multishow! Senão, seria mais um problema, já conhecido pelos frequentadores de festivais! Bjos!

  71. O meu único problema foi a saída mesmo, demorei um tempão para sair do local, de resto não reclamo de nada, banheiros nem usei, comida nem senti cheiro, eu estava na grade =)
    Radiohead foi lindo, e isso ficou na memória, o resto pouco importa…a entrada também foi meio ruim, devido ao pedação qeu eu tive que correr, mais valeu a pena! =DDDD

    Mas Radiohead valeu por tudo! O melhor show da minha vida

  72. mania de brasileiro falar que tudo “só acontece no brasil” “pouca vergonha que só se ve nesse pais” ….gentinha alienada … no mundo inteiro essas coisas acontecem só não se fica sabendo pq ta cada um preocupado com o seu umbigo e em chingar o pais… o brasil e perfeito o que estraga e a consciencia de algumas pessoas podres que denigrem a imagem geral…vão pra europa vão pros eua (que todo mundo venera) e vão ver qual é ´pior !! que vergonha desse povo brasileiro que só sabe falar mal da propria terra (2)
    Concordo com esse comentário.

    Agora é passado, e bom seguinte me vê uma cerveja?
    Vão ouvir Nina Simone e relaxem.

  73. É simples: Façamos um recolhimento de assinaturas das 30 mil pessoas que estavam no show e que presenciaram a grande ganância dessa produtora de merda e mandamos pro Ministério Público ou sei lá o quê.

    Eu adoraria que esse amadores tomassem no rabo.

  74. Adendo: Centros acadêmicos fariam evento melhor.

    Os caras que organizaram acreditavam que 10 pessoas atenderiam 30 mil famintos? Uau. Que senso de proporção e logística.

    Seria uma boa que o lucro dessa empresinha fossem redistribuídos para o público.

  75. Informações úteis sobre o engraçadinhos do evento:
    Também responsáveis pelo caos da venda de ingressos do U2 em 2006.

    Sobre a Planmusic
    Com forte experiência na realização de grandes eventos musicais, a Planmusic, do empresário Luiz Oscar Niemeyer, assinou grandes shows como os Rolling Stones na Praia de Copacabana, e o U2 em São Paulo, ambos em 2006. http://www.planmusic.com.br

    Sobre a Brasil 1 Entretenimento
    União dos sócios Alan Adler, Sérgio Mello e Souza, Enio Ribeiro e José Roberto Pacheco, a Brasil 1 Entretenimento atua nos segmentos “live” da música, esporte e responsabilidade sócio-ambiental. Em 2007, a empresa foi responsável pelo show do grupo The Police, que lotou o Maracanã, no Rio de Janeiro, e teve grande repercussão internacional.

    Assessoria de Imprensa Planmusic
    Lana Palmer (21) 2540-5075 e (21) 8866-6317
    lana@planmusic.com.br

  76. Informações úteis sobre o engraçadinhos do evento:
    Também responsáveis pelo caos da venda de ingressos do U2 em 2006.

    Sobre a Planmusic
    Com forte experiência na realização de grandes eventos musicais, a Planmusic, do empresário Luiz Oscar Niemeyer, assinou grandes shows como os Rolling Stones na Praia de Copacabana, e o U2 em São Paulo, ambos em 2006.

    Sobre a Brasil 1 Entretenimento
    União dos sócios Alan Adler, Sérgio Mello e Souza, Enio Ribeiro e José Roberto Pacheco, a Brasil 1 Entretenimento atua nos segmentos “live” da música, esporte e responsabilidade sócio-ambiental. Em 2007, a empresa foi responsável pelo show do grupo The Police, que lotou o Maracanã, no Rio de Janeiro, e teve grande repercussão internacional.

    Assessoria de Imprensa Planmusic
    lanaarrobaplanmusic.com.br

  77. é…eu também não entendo como todas essas pessoas que estão reclamando, indignadas por terem sido feitas de bobas, e desrespeitadas, humilhadas etc., eu não entendo. será que esse público nunca parou pra pensar sobre “declare independence, don’t let them do that to you” (bjork).

  78. Mauricio, mas uma vez comento aqui e admiro a sua posição a respeito do assunto , mesmo pq os demais meios de comunicação , sequer comentaram oque aconteceu la, ontem ao entrar no site da globo e da rolling stone tinha materias dizendo o quanto foi espetacular o evento o show, mas acho que como meio de comunicaçåo e informação , as falahas do evento deveriam ter sido expostas para que isso naum aconteça novamente, foi oque as pessoas que comentaram as noticias nos respectivos sites tentaram fazer, mas hoje ao entrar novamento as materias simplesmente sumiram dos sites, sera que isso é informação??

  79. Concordo plenamente e não to tirando a razão do pessoal que passou esse problema, eu praticamente não tive problemas na saída, esperamos um pouco pra sair e não junto com a muvuca, assim mesmo foi complicado e não entendemos bem o porquê das saídas de emergência estarem fechadas, porém, era principalmente para os paulistanos saberem de dois pontos, o lugar era isolado e mesmo que o carro forneça um conforto maior, era arriscado ir em veículo próprio pra lá, e parar num estacionamento não oficial é praticamente pedir pra ser assaltado, no meu caso específico, não tive problemas, as 2h da manhã já estava em casa lanchando (mesmo estando numa casa a 12Km da chácara), porém, concordo com as pessoas quando dizem que a organização vacilou, é torcer pra que nos próximos eventos essas falhas sejam corrigidas

  80. Nao sei se o riri ta falando serio ou sendo ironico ,mas eu estou a dois anos aqui nos eua , e posso garantir que a organizacao nos shows e totalmente diferente. Eu tinha costume de ir aos shows no Brasil,portanto estou falando com base.E uma quantidade enorme de funcionarios para orientar o publico,tudo bem sinalizado,com banheiros,com horarios sendo cumpridos,com estacionamentos,coisa bem feita. E por ultimo tenho de reconhecer o publico tambem e mais educado.

  81. Gostaria de pontuar uma coisa. Para um show que não tinha “vip” vi a área de deficientes se tornar área vip, com direito a um segurança e 5 PMs ameaçando qualquer um que quisesse entrar. Se você fosse o Paulo Ricardo ( http://tedouumdado.virgula.uol.com.br/2009/03/nao-anda-ue/ ) ou tivesse sem perna, ok, você entra. Se você não fosse, eles te expulsariam de lá com cacetetes CHEIOS DE EDUCAÇÃO.

  82. Tolos….. são aqueles que vão a um show com este formato; é obvio que a empresa organizadora cobra um absurdo no valor dos ingressos e de qualquer outro serviço ou coisa que for consumir como estacioanamentos bebidas alimentos etc… e sempre tudo muito mau efetuado quanto a estrutura para o publico pois para eles o que interessa é apenas a grana, esses perrengues descritos são tradicionais neste tipo de evento todos que um dia já frequentaram shows com grande publico já passaram pela indócil experiência relembrando … tolos aqueles que acredit… que tudo vai ser liso ….

  83. Muito semelhante aos problemas do show o Iron Maiden: uma só saída para um amultidão!! Será que nossos promoters são tão cego$ a$$im?? Não dá pra acreditar…Teremos de fazer blecaute de shows pros caras se tocarem..??!!

  84. Cara, agora nao adianta fica falando né, o que importa é que o show aconteceu, e foi um tesao. E tambem que graças a deus nada pior aconteceu! Entao ja que voce quer mudar alguma coisa, no proximo show vá antes e avalie se voce vai gostar ou nao, e se o espaço te agrada! Falow!!
    abraxxx

  85. Eu vi o show através do Multishow que show horrível a única banda que mandou bem foi o Los Hermanos e olha que eu nem sou fã destes caras, mas o Radiohead ficou devendo pelos clássicos eles deveriam abordar músicas como air bag, no surprises creep entres outros clássicos, meu a a primeira vez que os caras vêem ao Brasil, eles deveriam copiar o U2 que tocam musicas novas, mas não esquecem as antigas, nota 5 pelo show curtinho…a impressão que deu é que eles vieram mais pela bolada….

  86. Realmente, o problema não é brasileiro… Aliás, não fui no Radiohead porque depois da péssima experiência da “rainha” Madonna que cancelou shows em Buenos Aires e botou os fãs na fila por mais de 4 horas para receber o dinheiro de volta ou trocar o ingresso, decidi que não dá mais pra ir neste tipo de evento: aqui ou no exterior!!!

  87. Bem feito, para paulistano parar de achar que são os melhores que todo o resto do Brasil. Show de primeiro mundo num lugarzinho de 10º.

  88. esse blog é como o show aeee do radiohead …. cadê a minha postagem aqui??
    apagaram pq???? a verdade doi??

    não podemos nem escrever oq pensamos mais ^^

    meus pêsames

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *